Drones serão usados para ‘espiar e multar sujões’

A Secretaria de Serviços Gerais pretende ampliar a atuação dos drones com o objetivo de identificar os moradores que descartam lixo e entulhos em locais irregulares. Uma licitação será aberta nos próximos dias para a compra de mais horas de voo com o equipamento de filmagens aéreas.

De acordo com o secretário Ulisses Ramalho, no início deste mês a secretaria passou a usar a tecnologia dos drones, equipamentos teleguiados que conseguem filmar do alto a áreas públicas, quando então foram identificados vários infratores jogando e descartando lixo e entulho em locais irregulares.

“Nós compramos algumas horas de voo e conseguimos assim filmar e identificar quinze motoristas sujões descartando entulho e restos de construção à luz do dia, sem qualquer constrangimento”, afirma o secretário.

Os primeiros três motoristas flagrados pela câmera do drone foram identificados, notificados e posteriormente multados.

Um dos motoristas assumiu o erro, recorreu e, acompanhado de um fiscal, retirou todo o entulho descartado irregularmente no local. Já outros dois motoristas também identificados pelas imagens, foram duas multas de 40 UFM no valor de R$ 2.310,00 cada uma foram lavradas e os motoristas autuados.

O inspetor de posturas da Secretaria de Serviços Gerais, Carlos Alberto Savazo, informou que outros veículos ainda estão sendo identificados a partir das imagens aéreas feitas pelo equipamento.

“Todos deverão ser notificados e posteriormente multados. As multas variam de 40 a 100 UFMs, que equivalem a R$ 2.310,00 (até 1,00 m3 a R$ 5.775,00 acima de 1.00 m3)”, explica o inspetor responsável pela fiscalização e autuação.

A Pasta deverá abrir nos próximos dias a licitação para a compra de novas horas de voo dos equipamentos que identificam por imagens do alto os motoristas que descartam lixo, entulhos e restos de construção civil, aumentando assim a fiscalização e inibindo os descartes irregulares.

Por Jaqueline Barros

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS