ELEIÇÕES 2018: Doria fala em evolução da segurança no interior

Foto: Thais Lobato

A chapa montada pelo peessedebista João Dória e o democrata Rodrigo Garcia visitou Rio Preto e reuniu mais de 1,6 mil pessoas, de acordo com os organizadores. Entre eles, mais de 100 prefeitos e 200 vereadores de toda a região. O lançamento da pré-candidatura para o interior foi feito na sede do clube de campo do Monte Líbano, na manhã de sábado (21).

A escolha do pré-candidato a vice-governador para compor a chapa afirma a postura do PSDB em apoiar o pré-candidato a presidência Geraldo Alckmin, deixando para trás toda a negociação que fez com o PDT, de Ciro Gomes.

A aliança entre os partidos DEM, PP, PR, SD e PRB deve ser oficializado na reunião entre os partidos, na próxima quinta (26). No entanto, Garcia já falou da composição “Fiquei muito honrado com o convite do João Dória para compor a chapa como candidato a vice-governador. Seremos oficializados na convenção. Isso, enfim, sem dúvida nenhuma me enche de alegria, mas me dá muita responsabilidade. Quero usar a experiência que eu tenho como deputado e como secretário, a força de trabalho e principalmente o conhecimento do interior do estado de São Paulo para complementar aquilo que o João já conhece”, disse o democrata.

“João Dória é um grande executivo e um grande gestor. Mostrou na atividade privada e na atividade pública o que é fazer bem feito, o que é fazer diferente, o que é fazer mais rápido e estar ao seu lado nessa caminhada pra mim é uma satisfação. E se Deus nos permitir ganhar o Estado de São Paulo, nós colocaremos toda a nossa energia e a motivação e a inovação do João Dória nas ações de governo”, completou.

Dória também se mostrou muito esperançoso em ter Garcia como companheiro de campanha. Ele teve cautela em falar sobre eleição no primeiro turno, repetindo o resultado na capital paulista. “Nós temos que ganhar a eleição. Primeiro turno é cedo para falar ainda. Temos que ter humildade. É uma eleição muito competitiva. Muito dura e nós temos que reconhecer isso. E vamos fazer uma campanha propositiva, Rodrigo e eu, assim como os candidatos a deputado federal e deputado estadual, e os dois candidatos ao senado, Mara Gabrilli e Ricardo Tripoli, com propostas para a população. É nisso que eles querem votar e compreender que nós temos a melhor proposta para São Paulo. Tanto no plano de desenvolvimento econômico e, sobretudo, no desenvolvimento social”, disse o pré-candidato.

“Desestatizar é seguir também aquilo que o governador Alckmin já fez a nível do estado através de programas de concessões, PPP´s e  privatizações também. Estado menor é estado mais eficiente. Esse é um programa liberal importante para um estado que quer continuar a crescer e gerar empregos. O estado tem que focar a sua atuação em saúde, educação, habitação popular, transporte público, segurança e promoção social e o atendimento aos mais pobres. No restante é transferir ao setor privado responsabilidades que vão gerar empregos, gerar impostos e, portanto, prosperidade”, completou.

Sobre a campanha, Dória apenas disse que não vai atacar nenhum dos rivais. “não vamos fazer uma campanha de provocações e nem de ataques. Nossa campanha será propositiva todo o tempo. É isso que a população deseja. Soluções para os problemas que ela vive na saúde, na educação, na segurança, no desemprego e na oportunidade”, disse o pré-candidato a governador.

Por Bia MENEGILDO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS