Dois casos de agressão contra animais são registrados no mesmo dia em Rio Preto

Um homem e uma mulher foram denunciados por maus-tratos a animais em Rio Preto. Em um dos casos o homem matou o cachorro estrangulado.

A primeira ocorrência aconteceu durante a tarde desta terça-feira (21), um cachorro foi arremessado pela janela do segundo andar de um prédio, no Distrito Industrial.

Segundo a Polícia Militar, um morador do prédio saia para trabalhar quando viu a moradora do segundo andar arremessar o cachorro pela janela do apartamento.

A Polícia Militar foi chamada para atender a ocorrência, os moradores do local e uma protetora de animais socorreram o cachorro e o levaram ao médico veterinário.

Com a queda o animal teve a pata quebrada. A protetora de animais informou aos policiais que ficará responsável pelo cachorro. O caso foi registrado como ato de abuso a animais.

No mesmo dia foi registrado outro caso de agressão contra animais, desta vez, o fato aconteceu, durante a noite,  na Vila Toninho.

Segundo a Polícia Militar, um homem matou um cachorro estrangulado, após notar que o mesmo havia matado um filhote. A.T. cria cachorro da raça pinscher para vender e ao chegar a sua casa percebeu que um filhote tinha sido morto por outro cachorro adulto também pertencente a ele, no momento o homem estrangulou o cachorro e o arremessou contra o chão.Uma testemunha comunicou à polícia sobre o crime e afirmou que não é a primeira vez que ocorre agressão contra animal na casa de A.T.

O homem confessou sobre a morte do animal e que cria animais para vender. O morador disse que e um cachorro adulto com o nome Max teria matado um filhote há alguns dias, na data de ontem (21), precisou sair e pediu para a vizinha olhar os animais pelo muro. Ao chegar na residência notou que outro filhote havia sido morto pelo cachorro adulto, no momento o homem confessou que ficou estressado com a cena e arremessou o animal no chão matando-o, disse ainda aos policiais que se arrepende da atitude.

De acordo com o Capitão da Polícia Ambiental Alessandro Daleck, a multa para a pessoa que for pega maltratando animais é de R$ 3 mil, em caso de morte do animal o valor é de R$ 6 mil.

A diretora do Bem Estar Animal, Karoline de Castro Prado Koga, apurou os casos de agressões na tarde desta quarta-feira e disse que fará uma reunião na quinta-feira (23), com a Polícia Ambiental para definir um fluxo de maior controle em relação aos casos de agressões.

Por Mariane Dias 

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS