DNIT deve receber R$ 15 milhões para obras da BR 153 nessa semana

Verba - Procedimento deve levar, no máximo, três dias úteis para a efetiva disponibilização do montante. (FOTO Cáudio Lahos)

O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte, DNIT, informou que as obras no trecho em Rio Preto da rodovia BR 153 continuam em funcionamento. Para o próximo ano, estão previstos mais  de R$ 40 milhões de reais. Segundo Artur Felipe do Nascimento Taveiras, chefe do Núcleo de Comunicação Social, as obras em Talhado sofreram alterações em relação ao cronograma original. “No último mês, ocorreu uma adequação no ritmo de execução, em função de restrições orçamentárias”, disse.

As obras estão seguindo conforme os repasses de recursos. “No local, estão sendo executados serviços de terraplanagem, drenagem e obras de arte especial. Em seguida, serão executados serviços de pavimentação, sinalização e obras complementares”.

Até o presente momento, foram executados aproximadamente 75% do empreendimento.

Taveiras enfatizou o andamento das obras de acordo com os valores investidos. “É importante destacar que, mesmo com estas restrições orçamentárias, o DNIT, por meio de uma gestão eficiente, vem garantindo a execução do empreendimento”.

Zona Sul

As obras de duplicação nos cerca de 20 quilômetros do trecho urbano de Rio Preto permanecem desde o ano de 2016 na BR 153. “Os benefícios proporcionados pela liberação dos 7,9 km duplicados (próximo de Bady Bassitt) foram o aumento da segurança viária e o maior conforto ao usuário do sistema rodoviário. O Governo Federal, por intermédio do DNIT, está concretizando um sonho antigo dos moradores de São José do Rio Preto. Além disso, já foram entregues sete passarelas, trazendo mais segurança aos pedestres”, informou a assessoria.

 

Vandalismo

Em vários pontos da duplicação não é possível ver a movimentação contínua de máquinas e funcionários trabalhando. Principalmente aos finais de semana, o local que está interditado, é invadido ou aberto por pessoas a fim de ligar a avenida Danilo Galeazzi com a rodovia que dá acesso à Talhado. “No local em questão, a sinalização e o isolamento são adequados ao atual cenário. Entretanto, diariamente há a ocorrência de vandalismo: alguns motociclistas promovem o deslocamento das barreiras rígidas, usadas para isolar o local. Isto é feito para usar, de forma irregular, a passagem inferior”.

O Consórcio Construtor faz diariamente a manutenção da sinalização para manter a segurança no local.

 

Alison Moura

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS