Dia Nacional de Combate ao Colesterol conscientiza sobre a doença

Neste dia 8 de agosto é celebrado o “Dia Nacional de Combate ao Colesterol”, que foi criado para alertar a população sobre os perigos das altas taxas de gordura no sangue. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), cerca de 67% dos brasileiros não sabem as próprias taxas de colesterol e quais atitudes devem tomar para controlar esses níveis. Em decorrência de doenças no coração 300 mil pessoas morrem no país e boa parte dessas doenças são causadas pelo colesterol elevado.

A médica cardiologista Brunna Américo Carvalho, explica que existem dois tipos de colesterol no corpo, o HDL e o LDL. “O HDL é conhecido como colesterol bom, isso porque ele tem a função de levar as gorduras para serem metabolizadas e eliminadas pelo fígado. Já o LDL é o colesterol ruim, que se acumula e entope as artérias”, afirma.

Com o nível de colesterol elevado as chances de desenvolver outras doenças também aumentam. “Você com o colesterol alto, aumenta o risco de ter infarto, ter AVC isquêmico e atualmente dois terços da população não sabe e não trata o colesterol”, disse.

Segundo a cardiologista, a partir de mudanças de hábitos de vida o colesterol pode ser controlado. “Para manter o colesterol nos níveis adequados, é importante ter uma alimentação com menos gorduras e açúcares, aumentando ingestão de frutas, legumes, verduras, grãos integrais e fibras. Praticar exercícios físicos regularmente também ajuda no combate às taxas altas de colesterol ruim”.

A cardiologista destaca que a prevenção e a realização de testes é fundamental para o tratamento e controle da doença. “Procurar seu médico anualmente para solicitar um check-up é ideal para ficar atento às taxas de colesterol. Caso algo for descoberto, é possível iniciar um tratamento e mudar os costumes, antes que problemas se desenvolvam”, finaliza a médica.

 

Por Priscila Carvalho

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS