Dia de Finados aquece vendas de flores e velas no comércio

FOTO GUILHERME BATISTA

Muitos não se esquecem de um ente querido que já se foi e não deixam o dia de finados passar em branco, sem ao menos prestar uma homenagem ou demonstrar todo o sentimento por aquela pessoa que já não está mais entre nós. Com isso, as vendas nos setores de flores e velas nessa época têm uma maior procura e os comerciantes têm expectativas melhores até mesmo do que o ano passado.

Uma pesquisa realizada em parceria pelo Sindiflores (Sindicato do Comércio Varejista de Flores e Plantas Ornamentais do Estado de São Paulo) e a empresa Hórtica Consultoria e Inteligência de Mercado feita com floriculturas de todo o país, revelou que o mercado se mostra otimista para a data neste ano. Com a recuperação das intenções de compra por parte da clientela, 54% das empresas varejistas de flores e plantas ornamentais entrevistadas acreditam que venderão mais do que na mesma data do ano passado.

De acordo com o sócio proprietário da empresa Hórtica, Hélio Junqueira, com a retomada da economia as perspectivas para 2017 são boas e melhores do que o ano passado. “Nesse ano as vendas serão 7,92% maiores do que 2016. A data também representa 5% de tudo o que é vendido de plantas e flores no ano todo”, comentou.

Para os consumidores de flores naturais, o crisântemo continua sendo a preferência de 54% entre os pesquisados. “O crisântemo é líder absoluto de vendas nessa data e já se tornou simbólica. É a preferida devido à proibição dos vasos de flores com água, além de ser durável, ficar bastante tempo bonita e ser barata”, disse Junqueira. O valor médio gasto pelos consumidores nesse setor fica na faixa dos R$ 25.

Mas o mercado de flores artificiais também se animou com os bons índices de vendas no finados deste ano. Segundo a vendedora de flores de uma banca em frente ao cemitério São João Batista, Juliana Fernandes, em Rio Preto, desde domingo há um grande volume nas vendas. “Diariamente temos vendido mais de 200 vasos de flores. Os vasos de tamanhos menores, custando entre R$ 8 e R$ 10, são os mais vendidos”, afirmou a vendedora.

As velas também são muito simbólicas na data e inclusive apresentaram um aumento nas vendas deste ano. De acordo com o proprietário de uma loja de artigos religiosos no centro de Rio Preto, somente no período que antecede a data já foram vendidos cerca de 800 quilos de vela. “Esse ano as vendas estão bem melhores. Do ano passado para esse deve ter um aumento de 20 a 25% das vendas. As velas brancas e por quilo são as mais procuradas para essa data, sendo que o quilo custa R$15 e vêm 30 velas”, explicou Edielson Lima.

 

Por Priscila Carvalho

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS