Detran.SP alerta sobre o uso correto da seta

Você já foi surpreendido por algum motorista que não deu seta para indicar uma mudança de faixa ou de direção?  Pensando nisso, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) ressalta a importância de sinalizar com luz indicadora antes de trocar de faixa, fazer ultrapassagens, conversões e retornos, evitando acidentes. É uma atitude simples, mas primordial para a prevenção.

Conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o uso da seta é exigido a todos os motoristas. Deixar de dar a seta é considerado infração grave, que acarreta multa de R$ 195,23 e cinco pontos na habilitação.

“Os motoristas precisam ter a consciência de utilizá-la sempre e evitar que outros condutores, pedestres ou ciclistas sejam pegos de surpresa por um movimento inesperado. Mais do que uma obrigação legal, dar seta é um comportamento que pode contribuir para um trânsito cada vez mais seguro”, ressalta Maxwell Vieira, diretor-presidente do Detran.SP.

O motorista deve sempre ter em mente que é fundamental ver e ser visto no trânsito. Por isso, o proprietário do veículo precisa ficar atento às condições do sistema de iluminação, que deve estar sempre devidamente regulado, com lâmpadas em bom estado. 

Em 2016, o Detran.SP aplicou no perímetro urbano de todo o Estado de São Paulo um total de 1.678 multas pela falta do uso da seta. Além do Detran.SP, por meio da Polícia Militar, as prefeituras e órgãos de trânsito rodoviários, como o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) também fiscalizam o uso das luzes indicadoras.

Só com verbas provenientes de multas aplicadas pelo Detran.SP, serão repassados R$ 100 milhões ao longo de 2017 para 52 municípios para melhorias em engenharia de tráfego, fiscalização, sinalização e educação para o trânsito.

Da REDAÇÃO

SEM COMENTÁRIOS