Destruição de barraco recém-construído vira confusão na favela do Brejo Alegre

Foto: Guilherme Batista

A Prefeitura cumpriu a ordem judicial de derrubar um barraco recém-construído na favela do Brejo Alegre. A confusão começou quando os moradores do local colocaram fogo em madeiras, na entrada da favela, para evitar o acesso da Polícia Militar, da Guarda Civil Municipal e de funcionários da prefeitura.

Em meio ao cumprimento da ordem, houve confronto entre a PM e a GCM com moradores da favela e a dona do barraco que foi destruído ficou ferida. “Eu construí o barraco, pois precisava de um banheiro maior. Tenho uma criança de dois anos de idade e não tem condições de dar banho nela naquele barraco pequeno. Eu já estava cadastrada e não acho que fiz nada errado”, disse a operadora de caixa, Girlene de Jesus, de 28 anos.

O princípio de incêndio foi contido pelo Corpo de Bombeiros e o maquinário da Prefeitura destruiu o barraco.

Apesar dos confrontos e das discussões, ninguém ficou ferido com gravidade.

A prefeitura ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Por Bia MENEGILDO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS