Desempregado pode dar entrada no seguro-desemprego online

O governo federal lançou um pacote de medidas para reduzir a burocracia e facilitar a vida dos brasileiros que buscam emprego ou que acabaram de ficar de desempregados. A ferramenta digital permite dar entrada ao seguro-desemprego online e ainda tem outras três funções que podem ser acessadas pelo celular.

As novidades incluem a carteira de trabalho digital, a versão do aplicativo Sine Fácil para iOS, dos celulares Apple, a possibilidade de acessar o seguro-desemprego pela internet e cursos de ensino a distância gratuitos.

O auxiliar de cozinha Rafael Rodrigues da Silva, 33 anos, está desempregado e achou interessante a ideia. “É bem melhor ter todos os registros na internet, assim a gente não precisa ficar procurando papéis. Perdi vários dias esperando o seguro-desemprego, espero que seja mais rápido em uma próxima vez”, explicou.

“A ferramenta vai ajudar muito, mas não vai resolver. Apesar de facilitar, ainda falta muita oportunidade, ainda mais para o primeiro emprego. Os jovens entre 18 e 24 anos ainda sofrem por não terem experiência e ficam sem oportunidade de aprender”, contou Jonathan Silva Batista, de 18 anos, que procura o primeiro emprego.

Ao permitir a realização de processos burocráticos por aplicativo ou pela Internet, as novas ferramentas vão pesar menos no bolso de quem está fora do mercado de trabalho, permitir qualificação e, por fim, encontrar novas oportunidades.

Escola do trabalhador: oferece 50 cursos gratuitos em parceria com a Universidade de Brasília (UnB) e pode ser acessado a partir de qualquer computador por meio do endereço http://escola.trabalho.gov.br.

Os primeiros cursos já estão disponíveis e os desempregados receberão as informações sobre o programa na primeira etapa de pedido do seguro-desemprego.

Seguro desemprego online: quem ficar desempregado deverá fazer o cadastro e poderá solicitar o benefício pela internet no endereço https://empregabrasil.mte.gov.br/. O sistema vai desburocratizar os processos. Ainda que a presença do trabalhador seja requisitada posteriormente, o prazo de 30 dias para receber o benefício será contado a partir do cadastro no site, e não mais após o atendimento presencial.

 

Da Reportagem

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS