Desafio do desodorante faz pais filtrarem conteúdo dos filhos na internet

Cuidados - Vídeos da internet são controlados pelos pais

Médico especialista diz que inalação do gás aerossol causa asfixia, já que as vias respiratórias se estreitam e dificultam a respiração.

A morte de uma menina de 7 anos, em São Bernardo do Campo, no último sábado, após a mesma cumprir o desafio do desodorante, vídeo que incentiva a pessoa a inalar o gás de desodorante pelo maior tempo possível, acendeu a luz de alerta para os pais e especialistas em doenças respiratórias.

Para evitar que os filhos tenham acessos a vídeos como o do desafio do desodorante, Daniel Gazzi, 35 anos, técnico em eletrotécnica, pais dos pequenos Bernardo Dias Gazzi, 2 anos, e Lorenzo Dias Gazzi, 3 anos, diz que controla todo o conteúdo acessado pelas crianças.

“Damos uma controlada. Eles pedem o celular para assistir, mas para eles nós programamos um conteúdo de desenhos que eles gostam como Patrulha Canina, Show da Luna, Carros, enfim, evitamos conteúdos mais violentos, mesmo aqueles que aparecem em filmes de super-heróis”, afirmou.

Pneumologista do Hospital de Base, Dr. Rafael Mussolino, explica que a inalação do gás pode gerar uma lesão na via respiratória.

“É um passo a mais para uma doença respiratória, como a bronquite. Além disso, a criança, ou a pessoa, pode ter um bronco espasmo – fechamento da via respiratória – que faz com que ela tenha dificuldade para respirar, já que a passagem de ar ficará estreita e, assim, a pessoa ficará asfixiada”, explica o especialista.

Sobre a probabilidade da inalação do aerossol causar um câncer, o médico afirma que para esse tipo de caso, a pessoa teria que inalar muitas vezes o gás. “Potencialmente, sim, mas o risco de desenvolver uma crise de bronquite e até ficar asfixiado, no primeiro momento, é maior. Um câncer seria mais em longo prazo”, conclui.

Mussolino também lembra que caso os pais vejam as crianças inalando o aerossol, o procedimento é procurar uma emergência.

 

Por Marcelo SCHAFFAUSER

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS