Desabastecimento de camisinha está com os dias contados em Rio Preto

camisinhas - Programa estadual encaminhou 43 mil unidades de preservativo. (Foto Claudio Lahos)

O fornecimento de camisinhas é realizado por meio de dois programas de distribuição, uma federal e outra estadual. Os dois são responsáveis por fornecer a Rio Preto 130 mil unidades de preservativos todos os meses.

Depois de impasses em relação ao fornecimento de preservativo para todo o país, o abastecimento de camisinhas masculinas deve ser normalizado em Rio Preto, nos próximos dias. De acordo com Secretaria Municipal da Saúde, o programa estadual encaminhou 43 mil unidades de preservativos para a cidade nesta sexta-feira (21).

O fornecimento de camisinhas é realizado por meio de dois programas de distribuição, uma federal e outra estadual. Os dois são responsáveis por fornecer a Rio Preto 130 mil unidades de preservativos todos os meses. A cota estadual já foi encaminhada e soma 43 mil. As outras 87 mil unidades serão fornecidas pelo programa federal, mas o repasse continua atrasado.

Segundo informações obtidas pela Municipal de Saúde de Rio Preto, o programa federal prevê que o repasse do restante do preservativo seja feito ainda nesta sexta-feira (21). As camisinhas devem ser entregue ao Estado, que ficará com a competência de distribuir para os municípios. Ainda não tem data definida para que o repasse chegar a Rio Preto, porém, dentro de alguns dias, a cota total deve estar na cidade.

A falta de preservativo pode ser considerada um problema de saúde, pois a camisinha é a principal proteção contra as doenças sexualmente transmissíveis. A rede pública de saúde de Rio Preto estava com desabastecimento de camisinha desde junho deste ano. Conteúdo especial: Leandro BRITO

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS