Deputado federal Luiz Carlos Motta (PF) debate na Câmara tragédia de Brumadinho

Foto Divulgação

O deputado federal Luiz Carlos Motta (PR) integrou a Comissão Geral da Câmara
para debater as circunstâncias e responsabilidades do rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, em Minas Gerais.

“É preciso unir esforços com todos os órgãos defensores dos trabalhadores para fazer justiça e não deixar a tragédia ficar impune”, declarou o deputado por meio da rede social.

A Câmara criou uma comissão externa para acompanhar os desdobramentos da tragédia e nos próximos dias deve instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as causas e os responsáveis pela ruptura da barragem da mineradora Vale,
em Brumadinho. O Senado já anunciou a criação da CPI para apurar o acidente.

A barragem do Córrego do Feijão, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, rompeu-se no fim da manhã do dia 25 de janeiro. Segundo números atualizados pela Defesa Civil, o rompimento da barragem provocou a morte de 166 pessoas e o desaparecimento de 155
munícipes. Os bombeiros prosseguem as buscas por corpos.

 

Por Vinícius MAIA

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS