Delegada descarta abuso sexual em bebê

DELEGADA - Dálice Ceron, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) comenta sobre determinação (Foto: Guilherme BATISTA)

A delegada Dálice Aparecida Ceron, da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Rio Preto, descartou a suspeita de abuso sexual contra um menino de 1 ano e nove meses, que foi retirado pelos pais do Hospital da Criança e Maternidade (HCM), no dia 7 de agosto, sem alta médica.

Segundo ela, o caso é complicado, pois a ferida na região anal pode ter várias causas.  O bebê será encaminhado agora para a Assistência Social, que analisará se ele será submetido a acompanhamento psicológico.

De acordo com boletim de ocorrência registrado na Central de Flagrantes, durante consulta com dermatologista do HCM, na quarta-feira da semana passada, I.B.S., que estava acompanhado de seus pais, foi encaminhado para emergência pediátrica para investigação de suspeita de violência sexual.

Segundo registro policial feito por enfermeira do hospital, a avaliação da criança foi feita ”com base em lesão anal, exames laboratoriais, acompanhamento multidisciplinar e alta de até dez dias após garantia de segurança psicossocial”.

Por volta das 16h30, a testemunha foi informada por uma assistente social de que os pais haviam fugido do hospital com I.

Daniele JAMMAL

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS