Decreto cria Grupo de Operações com Cães

Guarda Civil Municipal já conta com três animais que atuam com agentes em operações e eventos. Divulgação SMCS

A Prefeitura de Rio Preto publicou nesta semana o decreto municipal que incluiu oficialmente na estrutura da Guarda Civil Municipal o GOC (Grupo de Operações com Cães). A partir de agora, a atuação com os animais deixa de ser uma atividade agregada ao trabalho comum dos agentes e passa a compor uma divisão própria. Isso permite que futuramente seja criada estrutura física própria, assim como um centro de treinamento específico para os animais.

A Guarda Civil Municipal já conta com três cães que dão apoio ao trabalho realizado pelos agentes. Agora, com a publicação do decreto 18.695, os animais podem ser utilizados em diferentes atividades – principalmente em ações preventivas e educativas.

Dhoje Interior

De acordo com o agente encarregado do Canil, Alexandre Bastia, a atuação dos animais no dia a dia da GCM deve ser ampliada. “Os cães vão participar do patrulhamento preventivo, das palestras educativas junto às comunidades e também de apresentações diversas”, disse.

O diretor da GCM, Silvio Pedro da Silva, também destacou o uso dos animais na cinoterapia – atividade que utiliza o cão como facilitador no processo terapêutico.

“Nossos agentes visitam, com frequência, idosos em casas de repouso e crianças especiais. O cão é muito importante nesse trabalho para facilitar a aproximação e gerar bem-estar ao atendido”, explicou.

A GCM tem hoje três cães: são duas fêmeas, a Kyara (pastor belga) e a Luna (golden retriever) e um macho chamado Black (pastor alemão).

Da REDAÇÃO