Cuidar da saúde mental é essencial para os dias atuais

Psicóloga Amanda Tavares e Sandra Regina Mantovanelli Sgarbi, chefe de saúde mental do município, em um bate-papo sobre prevenção ao suicídio.

Neste mês de setembro é realizada a campanha ‘Setembro Amarelo’ de prevenção ao suicídio que visa conscientizar as pessoas através de palestras e atividades da importância e valorização da vida.

A depressão é uma doença psiquiátrica que afeta o emocional da pessoa e é uma das principais causas que pode levar uma pessoa ao suicídio. Muitas vezes ela é silenciosa, mas traz muita dor e sofrimento para aqueles que passam por essa batalha.

A psicóloga Amanda Tavares, que trabalha há seis anos na área clínica especialista em terapia de casal e familiar sistêmica, falou um pouco mais sobre esse assunto:

“Acredito que hoje com o avanço da tecnologia as pessoas estão muito individualistas. É muita fantasia, criam um mundo que não existe. Muitas pessoas se inspiram nesse mundo virtual que muitas vezes nem existe trazendo uma frustração e consequências mais graves”, explica.

São vários fatores que podem levar a pessoa a desenvolver uma depressão. O exemplo citado acima é um deles. Hoje as pessoas precisam mais de ter com quem conversar e muitas vezes a agitação do dia a dia não permite esse contato.

Por isso é importante que os amigos e familiares observem aqueles que estão ao seu redor. Alguns sintomas dessa doença são: desânimo, falta de energia, alteração no sono e no apetite, a postura da pessoa, às vezes uma pessoa que era muito alegre de repente fica mais quietinha.

A melhor alternativa é procurar o tratamento, através do auxílio profissional, medicação e terapia.

“Eu sempre falo que na depressão há feridas internas, não tem marcas externas. E muitas vezes as pessoas vão remediando, deixando pra resolver o problema depois. Por isso é importante cuidar dessa ferida, para cicatrizar, olhar para esse problema e dizer, isso já doeu muito um dia, mas hoje eu só tenho a marca”, frisou Amanda.

Para aqueles que estão passando por isso, a psicóloga dá um conselho importante:

“Não tenha medo de pedir ajuda, de falar. Por mais que o mundo esteja às avessas, em um mundo virtual esquecendo de viver o real, sempre tem alguém do lado para ajudar, por isso não tenha medo”, pondera.

Para frisar a importância deste mês de conscientização, a psicóloga realizou na última sexta-feira (13) na clínica Bem-Estar – Centro de Especialidades, localizada na cidade de Olímpia, juntamente com a Sandra Regina Mantovanelli Sgarbi, chefe de saúde mental do município, um bate-papo sobre prevenção ao suicídio, onde os presentes puderam se informar um pouco mais sobre o assunto e esclarecer dúvidas.

Além das campanhas de conscientização, O CVV (Centro de Valorização da Vida) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntariamente e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias. Ligue 188 ou acesse o site https://www.cvv.org.br/.

Por Isabela MARTINS

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS