SAÚDE E SEXUALIDADE: Cuidado onde você coloca a boca neste Carnaval

O sexo oral é uma prática que ainda possui muitas dúvidas e tabus. Precisa fazer com
camisinha? O sêmen transmite doenças? Existe alguma preparação?

São alguns dos questionamentos que circulam pela mente de quem realiza o ato. Embora seja senso comum acreditar que o sexo oral é o contato direto da boca e da língua com os órgãos genitais, o termo se refere a qualquer estimulação sexual dos lábios nas mais variadas partes do corpo. E pode levar ao orgasmo sem haver, necessariamente, a penetração.

Há termos que determinam o tipo do sexo oral. “Quando o contato ocorre entre os lábios
e o pênis chama-se felação. O estímulo com a boca na vagina é o cunilingus e o anulingus
significa o oral feito no ânus”, independente do nome, estudos já mostram que praticar
sexo oral tem propriedades antidepressivas …” Fazer sexo oral é uma arte que todo mundo deveria dominar.

Afinal já é comprovado que muitas mulheres atingem o orgasmo com muita facilidade no sexo oral e os homens… Bem, eles deliram quando bem estimulados. O grande problema é que muitas mulheres acreditam que fazer um bom sexo oral em seu parceiro se resume a
colocar o membro na boca e fazer movimentos repetitivos, o que não é bem verdade.

Inclusive, o tópico ‘dicas de sexo oral’ é um dos mais procurados na Internet, o que mostra que muita gente não sabe ao certo como fazer. Eu gosto de dizer que, mais do que necessariamente a técnica, a vontade é essencial na hora de realmente enlouquecer o seu parceiro na cama. Você precisa querer fazer um bom sexo oral para conseguir fazer um que será memorável.

E isso é muito excitante! Porém alguns cuidados são indispensáveis para a prática de um ato tão importante no despertar da sexualidade e conhecimento do prazer, seu e de seu parceiro. É importante frisar que, assim como outras práticas sexuais, o sexo oral também pode transmitir (ISTS) infecções sexualmente transmissíveis como HIV, sífilis, hepatite, HPV, entre outras.

Por isso você não pode esquecer de utilizar preservativos masculinos e femininos, os postos de saúde têm distribuição gratuita. Às vezes o gosto do preservativo pode incomodar na hora do sexo oral a dica que dou é para você colocar embaixo da torneira para tirar um pouco do lubrificante e adicionar um gelzinho beijável para sexo oral como o ORALE com sabor de morango ou outros sabores para saber mais siga o insta @santaajudaeroticboutique.

Alguns cuidados são indispensáveis, segundo a doutora Bruna Almeida (CROPS96239)
insta @drabrunaalmeida, especialista em cirurgia odontológica, o acompanhamento ao dentista é indispensável, pois o número de pessoas com tártaro é muito grande e não se dá importância para esse tipo de tratamento, que é uma porta aberta para contaminação.

Também a especialista destaca alguns cuidados importantes, além da visita regular ao
dentista, uso de preservativos, cuidar da higiene intima sempre, visitas ao ginecologista e urologista são importantíssimas. A doutora ressalta também o cuidado com HPV que houve
um aumento significativo entre os jovens de 15 a 25 anos. Segundo ela, o HPV causado
pela Papiloma vírus. Dos mais de 100 tipos da doença, 24 representam manifestações
orais. O HPV chama atenção dos servidores públicos de saúde que preconizam a vacinação de adultos e jovens.

A doença pode em seus casos mais graves chegar a Carcinoma, um tipo de câncer bucal
de tratamento muito difícil e de prognóstico sombrio. Sexo oral transmite o vírus da aids?
“Sim, quem possui o vírus HIV pode transmiti-lo em qualquer fluído, como sangue e secreções genitais, portanto, o uso de preservativo é imprescindível. É importante que a mulher ao realizar a consulta ginecológica anual realize exames para pesquisar as sorologias das infecções genitais e o homem fazer exames a cada seis meses.

Fiz sexo oral com camisinha, mas chupei o testículo, posso ter contraído alguma DST?
“São raras as chances de você ter contraído alguma DST. Isso decorre do fato de, aquele
ao qual foi realizado o sexo oral, tivesse algum corrimento na região genital, se o saco escrotal está ferido e\ou foi ferido durante o ato de sugá-lo com a boca podendo haver a ocorrência de sangramento na área manipulada.

De outra forma não é possível a transmissão sem que tenha o contato com o sangue e\ou alguma secreção expelida pelo órgão genitor daquele ao qual o coito foi realizado”. Existe alguma camisinha para fazer sexo oral na mulher? “Existe a camisinha feminina, que a mulher introduz na vagina, ela recobre pequena parte externa da vagina, sendo mais indicada para o uso durante o sexo com penetração. Não existe um modelo a ser utilizado durante o sexo oral do homem na mulher.

O que muitas pessoas utilizam ou recomendam que se faça é a utilização de alguma barreira de proteção para evitar o contágio por doenças sexualmente transmissíveis. Após quantos dias é possível fazer sexo oral depois da extração de dente? “O ideal é aguardar a completa reparação da ferida cirúrgica (cicatrização) em torno de 60 a 90 dias, lembrando sempre dos cuidados de higiene (escovação, enxaguantes bucais), ausência de sangramento gengival, e de preferência com parceiro fixo”, afirma doutora Bruna.

O que pode ser uma irritação e forte coceira após receber sexo oral? “A boca abriga diversos microrganismos, incluindo bactérias e fungos. Diversos estudos comprovam a maior incidência de candidíase genital em casais que praticam sexo oral com frequência,
devido à proliferação de fungos como a Candida albicans na vulva e vagina. E a candidíase
é responsável por irritação e coceira. Além disso, se realizado com muita pressão e fricção, o sexo oral na mulher pode gerar um ressecamento local, causando o mesmo tipo de desconforto após a relação sexual”.

Eu chego ao orgasmo no sexo oral, mas não consigo ter na penetração. Por que? “A sexualidade humana é cheia de possibilidades e nuances. Dessa forma é perfeitamente normal que você encontre prazer e chegue ao orgasmo pela estimulação clitoriana, como
com qualquer outra estimulação. Além disso, apesar de nossa sociedade ser machista, já se reconhece que um dos maiores pontos de prazer femininos é o clitóris, sendo inclusive mais comum e mais prazeroso mulheres terem orgasmos clitorianos do que de outros tipos. Não se deixe impressionar por teorias retrógradas ou machistas que afirmam ser esse tipo de prazer imaturo; essas teorias temem a libertação feminina, bem como
sua potencialidade de ação e mudança”.

O pompoarismo é um grande aliado na potencialização de orgamos via penetração além
de todos benefícios para saúde da mulher. Se quiser saber tudo sobre pompoar siga minhas redes sociais insta @mirnazelioli

Vamos às dicas…
1. Explore todos os sentidos:
imagine que é você que está recebendo o sexo oral. O que gostaria que fizessem? Se coloque no lugar do outro e explore tudo o que você quiser. Não tem lugar para timidez
no sexo oral. Esse é o melhor momento para brincadeiras e para liberar toda a excitação. E
se você não conseguir evitar de ficar um pouco envergonhada, não faz mal comunicar. Quanto mais naturalidade, mais intimidade e prazer.

2. Sucção: faça uma sucção alternada, chupando como um pirulito, descendo e subindo
como acontece na penetração. Isso não te impede de lamber, brincar e massagear, mas certamente a sucção vai agradar mais do que uma boca mole em alta velocidade. Faça movimentos agradáveis e não se preocupe em introduzir o pênis todo na boca, isso está longe de ser a preferência deles. Para elas o prazeroso é você deixar a língua mole sem pressão, movimentos de baixo para cima e circulares no clitóris são maravilhosos e lembre-se de levantar o capuz do clitóris.

3. Variações: varie em movimentos, velocidade, lambidas, sucções. A arte do sexo oral exige uma vontade real de agradar o parceiro. Olho no olho: mantenha contato visual. Os homens adoram olhar o que você está fazendo e olhá-los nos olhos vai deixar o clima mais excitante, além de servir como termômetro para você perceber o que está agradando mais e olhar nos olhos dela também cria conexão e intimidade entre vocês.

5. O poder das mãos: use as mãos. Suas mãos são grandes aliadas no sexo oral. Use para massagear nos intervalos de sucção e lambidas. Os estímulos múltiplos costumam enlouquecer todo mundo. Eu recebo muitas mensagens perguntando “como fazer sexo oral certo”. O sexo oral certo é aquele que é prazeroso tanto para quem faz quanto para quem
recebe. Eu recomendo que, com o aumento da intimidade, você comece a explorar outras possibilidades. Apetrechos sexuais, como os géis e anéis, e até o uso de óleos específicos para massagem beijáveis, sensações de quente e frio são muito estimulantes e mostram que você não tem medo de ousar. O importante é você e seu parceiro se divertirem, ficarem à vontade e ambos terem prazer.

É fácil encontrar dicas de sexo oral, o importante é achar aquela com as quais você se
adapta melhor. A coisa mais amorosa a se fazer e compartilhar sua cama com alguém, sexo com amor é bom, mas sem amor também e uma delícia !!!!
Sempre com PRESERVATIVO.

Beijinhos e até semana que vem.
Mirna Zelioli – Formada em pedagogia e sexóloga em formação e palestrante em vendas. Gestora comercial, sensual coach, empresária do mercado erótico, criadora do projeto SAT (Sexualidade Amor pra Todos), Projeto de Inclusão, projeto CEL (Coragem e Empoderamento e Libertação).