Cresce a procura por viagens nacionais

Carla registrou aumento na procura por destinos nacionais em sua agência de viagens

A variação do preço do dólar tem influenciado a escolha do destino de diversos viajantes. A moeda estrangeira impacta diretamente no valor das passagens aéreas internacionais e, como consequência, faz cada vez mais a busca por viagens nacionais.

É o que apontou um levantamento realizado por uma agência de viagens. De acordo com um estudo, entre janeiro e junho, a procura pelo Brasil cresceu 30% sendo o mercado doméstico o que mais demandou viagens dentro do país, correspondendo a 77% de busca no período. Os outros 23% foram preenchidos principalmente por visitantes vindos de países como Estados Unidos, Argentina, Chile, Reino Unido e México.

Para Carla Piloni, consultora e proprietária de uma agência de viagens em Rio Preto, no primeiro semestre deste ano, ocorreram inúmeros registros de alta no Brasil que contribuíram para desestimular viagens internacionais.

“Com a alta da moeda, ficou mais caro viajar para o exterior. Pacotes internacionais e serviços como hospedagens e passeios são cobrados na moeda local”, explica.
Entre os destinos mais procurados estão o Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), Fortaleza (CE), São Paulo (SP) e Curitiba (PR). A capital cearense foi a que mais cresceu em buscas no mesmo período e teve a maior duração média de permanência, que foi três dias.

“Destinos com praias e turismo de aventura estiveram entre os mais procurados, em especial praias do Nordeste”, conta Carla.

O levantamento mostrou ainda que no segundo trimestre de 2019, a procura foi ainda maior. O índice cresceu 35% comparado com o mesmo período do ano passado. Os brasileiros seguem como os que mais buscaram viagens nacionais: 8 em casa 10 foram para algum destino do país.

Patrícia Torres é estudante de psicologia e aproveitou o curto período de férias para viajar para o Rio de Janeiro. “Decidi ir para um local que pudesse me oferecer praia e também lazer noturno, mas que não demorasse tanto tempo dentro de um avião”, conta.

No segundo semestre, ela já tem outra viagem programa com a família. Dessa vez, a estudante vai para um lugar mais distante.
“Não conheço Porto Seguro ainda e vamos pegar as festas de fim de ano para explorar o Nordeste, que é muito bonito”, finalizou.

Por Vinicius LOPES

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS