Creche no Solidariedade começa a ser construída nesta segunda(13), e custará R$ 4 mi

Expectativa da Prefeitura de Rio Preto é de que obra leve sete meses para ficar pronta. As 325 vagas que serão oferecidas devem contemplar crianças do Residencial Santa Ana e Cavalari I. Ordem de serviço foi assinada nesta sexta-feira, pelo prefeito Edinho Araújo. Foto: Cláudio LAHOS

O prefeito Edinho Araújo assinou na tarde desta sexta-feira (10), ordem de serviço para início da construção de creche e pré- escola, no Residencial Solidariedade, em Rio Preto. A unidade irá atender crianças de 0 a 5 anos. As obras começam na próxima segunda-feira dia 13 e tem prazo de conclusão de sete meses.
Segundo o Executivo, Moradores do Residencial Santa Ana e Cavalari I também serão beneficiados. “Vamos atender não só a demanda do Solidariedade, mas também dos bairro próximos, porque há uma densidade muito considerável, principalmente, pelos bairros novos que foram inaugurados por volta de três anos e há necessidade de equipamentos públicos que atendam a saúde e a educação”, afirmou o prefeito Edinho Araújo.
Ao todo serão 325 vagas disponíveis para os períodos parcial e integral, conforme a demanda registrada. A creche contará com 46 funcionários e ao todo serão oferecidas cinco refeições por dia.

“É uma possibilidade das mães trabalharem, porque o atendimento é de 0 a 5 anos, portanto vai proporcionar essa condição para que as mães possam deixar as crianças sendo bem cuidadas pelo trabalho de excelência feito pelos nossos profissionais da educação”, disse o prefeito.

O projeto da unidade escolar é composto por nove salas divididas em berçário e espaço para aulas, fraldário, lactário, refeitório, pátio coberto e descoberto, setor administrativo e de serviço.
A unidade será construída em uma área de 4.543 m², sendo que 1.804 m² constitui o espaço físico. O custo total é de R$ 4 milhões. “A creche vem para atender as crianças. Não é gasto, mas investimento”, ponderou o prefeito.
A Secretária de Educação, Sueli Costa, reforçou a importância da criação de novas vagas para a educação infantil. “Fundamental a abertura de novas vagas em creches já que é uma das maiores demandas do setor. Tão logo a unidade estiver quase pronta vamos iniciar o processo de seleção das famílias interessadas em matricular os filhos”, adiantou Sueli.

Dhoje Interior

Por Mariane DIAS – [email protected]