CORONAVÍRUS: Saúde de Rio Preto aguarda laudo do Adolfo Lutz e Barretos registra 1ª suspeita

Após 24 horas da confirmação do primeiro caso de coronavírus no Brasil, o número de pessoas oficialmente tratadas como suspeitas de ter o vírus no país é de 132. Em Barretos, interior de São Paulo, cerca de 90 km de distância de Rio Preto, tem o primeiro caso suspeito de coronavírus.

Segundo a Secretaria da Saúde, uma mulher apresentou os sintomas após ter tido contato direto com outra pessoa, que veio do Japão há menos de dez dias.  A paciente está de quarentena domiciliar e constantemente é monitorada pelas equipes de saúde. Material foi coletado da paciente e enviado para análise.

Em Rio Preto, o Laudo do Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, deve esclarecer se o paciente, na faixa etária dos 30 anos, que retornou recentemente de viagem da Itália, contraiu ou não o coronavírus.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, foi colhido material naso-orofaringe do paciente para exames que detectem ou não o vírus.

“Estamos aguardando posicionamento sobre a execução e o resultado do mesmo”, disse a Pasta, em nota.

Sobre a investigação Amália Tieco, diretora-administrativa do Hospital de Base, afirmou que, “fizemos a coleta para influenza 1 e 2 mandamos para o Adolfo Lutz estamos esperando os resultados. Se vierem negativos, vamos suspeitar do coronavírus e vai fazer o exame. Mudamos o protocolo, não era suspeita, mas o Estado mudou, então mudamos, porque ele [paciente] tinha alguns sintomas leves e vindo de área que tinha a epidemia”.

Até o fechamento desta edição, outras cidades do interior paulista investigavam suspeitas de contaminação pelo coronavírus nos municípios de Franca e Ribeirão Preto.

Por Mariane Dias