Coral da Apae canta e encanta no Trem Caipira

A terceira viagem do Trem Caipira, trajeto Rio Preto/Schmitt, neste domingo, 25, foi animada com música e alegria. Os passageiros ficaram encantados com o passeio. Não é para menos: já no embarque, na Estação Ferroviária de Rio Preto, o coral da Apae Rio Preto apresentou duas músicas bem pertinentes ao evento. Cantaram  ‘Romaria’, de Renato Teixeira, e ‘Trem das Onze’, de Adoniram Barbosa, sob a batuta da professora Claudia Henrique Lopes, responsável pela musicoterapia da instituição.

O coral, que tem 50 integrantes, se apresentou com 25 vozes, tendo a professora Claudia no teclado. Antes da apresentação, os alunos e os demais passageiros tiraram fotos instantâneas, como lembrança da viagem. A maioria nunca tinha viajado de trem.

“Estou feliz, nem dormi direito. É a primeira vez que entro em um trem. Vai ser ótimo,” disse o aluno Ederval Gonçalves, 43 anos, o mais velho do  grupo. Ele mora com a mãe Maria de Lourdes e o irmão Cleumacir no Residencial Solidariedade, e frequenta a Apae todos os dias. “Amo a Apae e a Claudia. Esse passeio é o meu sonho”, dizia, enquanto pegava lugar na fila para tirar foto com uma coleguinha.

Mãe da aluna Estevanie, a dona de casa Roseli Alves Matos acompanhou a menina até a estação. “Vim assistir ao embarque, minha filha está eufórica, acordou cedinho. Ela só viajou uma vez quando ainda tinha trem para Fernandópolis,” disse.

Entre os passageiros, um casal de meia-idade chamava atenção pela sintonia: ambos de bermuda xadrez bege e rosa, com camiseta polo rosa e uma mala de viagem. A professora aposentada Claudecir Pascutti e o marido, o diretor de escola aposentado Reinaldo Amaral, quiseram vivenciar por completo uma viagem de trem. Além do ‘uniforme’ (que os acompanha em viagens e excursões), eles levaram mala contendo chinelo, capa de chuva, água, roupa. “Tem tudo disponível como se fosse viagem de verdade. Nunca andei de trem, o Reinaldo sim. Estou felicíssima, achei o projeto maravilhoso e atende pessoas como nós, aposentados que gostam de conhecer as coisas,” disse a professora.

O prefeito Edinho Araújo, idealizador do Trem Caipira, deu as boas-vindas aos viajantes e embarcou juntou com a primeira-dama Maria Elza, rumo a Schmitt.

Durante todo o trajeto de 45 minutos, a Camerata Jovem Beethoven tocou repertório que incluía MPB a sertaneja, acompanhada pelos cantores da Apae. Cada vez que o trem apitava numa passagem de nível, era gritaria geral. 

Na chegada em Schmitt, o coral cantou o Hino de Rio Preto, bastante aplaudido. Uma farta mesa de doces típicos do distrito estava à disposição dos convidados, que ainda puderam conhecer a feira de artesanato da praça.

Na área da estação, a Comitiva Rancho do Peão fazia a tradicional e esperada queima do alho, cozinhando o cardápio típico que inclui arroz carreteiro, feijão gordo, carne grelhada, farofa, tudo preparado em fogão de lenha. 

O Trem Caipira é um projeto de turismo/lazer da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e circula cada último domingo do mês, às 10 horas da manhã. As reservas de passagens estão esgotadas até dezembro. 

Da REDAÇÃO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS