Contratos assinados garantem material para 2,6 milhões de alunos

Divulgação

Vale destacar que o acordo prevê a entrega dos kits para 2,6 milhões de alunos matriculados na Região Metropolitana e interior do Estado.

O valor dos acordos é de R$ 86 milhões e a volta às aulas está marcada para 1º de fevereiro. Os contratos para a aquisição dos itens são sempre realizados no semestre anterior. No entanto, a gestão anterior não firmou o convênio e deixou a maior parte dos estudantes dos ensinos Fundamental (Anos Iniciais e Finais) e Médio sem o kit escolar.

Até o momento, apenas crianças e jovens da capital (cerca de 965 mil alunos) estavam com o material assegurado. “Ter mais de 70% dos estudantes sem o material escolar no início do ano letivo é extremamente prejudicial. Professor em sala de aula e material escolar para os estudantes são questões básicas para um bom começo. Por isso, agilizamos o processo e, em uma semana, foi possível firmar os contratos”, enfatiza o secretário Rossieli Soares.

Kits

Pela regra, as empresas têm até 150 dias para fazer a entrega. A gestão da secretaria negociou com as contratadas para que o envio seja antecipado, de modo a reduzir o impacto aos alunos. A projeção é de que a entrega comece neste mês para a capital e no início de fevereiro para os demais municípios.

Os kits escolares são destinados a todos os estudantes matriculados na rede estadual de São Paulo, de acordo com a faixa etária e a etapa de ensino. Para o Ensino Fundamental I (Anos Iniciais), a caixa é composta por 31 itens incluindo, além de caderno brochura e de desenho, giz de cera e tinta guache.

Para o Ensino Fundamental II (Anos Finais), integram o kit 30 itens. Já o material do Ensino Médio contém três cadernos universitários e nove canetas esferográficas, entre outros 13 objetos.

Da REDAÇÃO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS