Contratados por WhatsApp são presos antes de entregar 41 kg de maconha

DIVULGAÇÃO/POLÍCIA RODOVIÁRIA - 27/06/2018: Casal transportando drogas em ônibus de viagem durante ação fiscalizadora de trânsito.
A mulher receberia dois mil para trazer a droga de Sete Quedas até o município paulista dentro de um ônibus interestadual, abordado na Raposo Tavares

Um casal vindo de Pindoty, cidade no Paraguai, com destino a São José do Rio Preto, foi preso com 41 kg de maconha dentro de um ônibus durante uma abordagem da PRE (Polícia Rodoviária Estadual) na rodovia Raposo Tavares (SP-270). Aconteceu no km 648 durante a madrugada desta quarta-feira (27), perto de Presidente Epitácio-SP (a 364 km).

Segundo o registro do Tático Ostensivo Rodoviário, o TOR, espécie de tropa de choque das estradas, o coletivo interestadual seguia por volta da 3h, com a rota Campo Grande-MS/Brasília-DF, transportando 13 passageiros.

Os dois suspeitos de tráfico têm 39 e 40 anos e ficaram agitados enquanto os militares faziam a vistoria no interior do transporte, quando dois ocupantes ficaram agitados e isso chamou a atenção dos PM’s.

Quando a mulher foi perguntada se tinha malas no bagageiro, negou, mas voltou atrás nas palavras. Uma bolsa que a investigada carregava vinha com etiquetas de embarque com dados diferentes a do controle do motorista do ônibus.

Depois de buscas foi localizado 62 tabletes de maconha separados em duas mochilas. A mulher disse que foi contratada através do aplicativo de mensagens instantâneas por uma terceira pessoa, que entregou a maconha na cidade de Sete Quedas-MS para Rio Preto. O valor combinado da entrega ficou acertado em R$ 2 mil.

O companheiro, que estava com ela, admitiu a participação no delito em flagrante com base na lei de drogas de 2006. Terminado o registro do fato a dupla foi encaminhada até a Polícia Federal para demais decisões da justiça.

ASSISTA:

DA REPORTAGEM:

Colaboração: Guilherme Ramos, às 20h33.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS