Contratações na área da saúde apresenta aumento mesmo diante da crise

Mesmo diante da crise e do cenário de recessão que o país ainda está superando, os empregos no setor de saúde no Brasil cresceram neste primeiro trimestre de 2018 com velocidade superior a do ano passado. Somente nos três primeiros meses deste ano foram criados 22.183 empregos formais, totalizando 2.166.664 trabalhadores na saúde privada e pública.

Na região de Rio Preto, em 2017, foram criados 1672 empregos neste setor, sendo que o segmento de atendimento hospitalar foi o que mais empregou, com 1455 vagas preenchidas no ano passado. Os dados compõem a 2º edição do Boletim Econômico da FEHOESP (Federação dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo), que representa os estabelecimentos particulares de saúde no estado, integrando 46 mil serviços de saúde.

De acordo com o médico Luiz Fernando Ferrari, presidente em exercício do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (SINDHOSP), mesmo diante do dado positivo, o crescimento ainda é de forma tímida. No ano passado, o segmento de saúde brasileiro (incluindo a rede pública e privada) criou 44.506 postos de trabalho, apresentando um crescimento de 2,1%. “O setor saúde é muito resiliente quanto a geração de emprego. A mão de obra é extensiva e com a população envelhecendo a demanda também aumenta”, disse.

Apesar do aumento tímido e inesperado a previsão é de que esses números superem os alcançados em 2017. “Se continuarmos nessa velocidade é esperado que se ultrapasse esses números. A expectativa é de fechar o ano com 80 a 100 mil novos postos de trabalho”, ressaltou.

SINDHOSP inaugura nova base em Rio Preto
O Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (SINDHOSP) inaugurou nesta quarta-feira (06) a nova sede em Rio Preto. Como um dos mais antigos sindicatos do país, o SINDHOSP comemora neste ano 80 anos.

O evento de inauguração foi marcado por uma palestra com o economista José Luiz Bichuetti, sobre fusões, aquisições e a longevidade das empresas, que estimula os empresários a pensarem sobre alternativas para o sucesso de suas organizações e a obtenção de retorno adequado aos seus investimentos, além de um coquetel para os empresários do setor da saúde na região.

O Edifício Navarro Building foi o local escolhido para sediar a nova base do sindicato. “Com a reforma trabalhista, ganhou importância o negociado sobre o legislado e sindicatos fortes e apoiados pela categoria conseguirão melhores resultados em negociações com a classe trabalhadora, com o governo e com as operadoras de saúde”, destacou o presidente em exercício do SINDHOSP, o médico Luiz Fernando Ferrari.

 

Por Priscila CARVALHO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS