CONTRAPROPOSTA: Para estender abertura do comércio, Estado propõe mini-lockdown de três dias

O governo do Estado de São Paulo apresentou uma contraproposta ao prefeito Edinho Araújo (MDB) para readequar a abertura do comércio na cidade.

Na proposta que veio do governo estadual e foi confirmada pelo secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, na reunião do Conselho Municipalista que aconteceu nesta quarta-feira (24), o comércio de rua e shoppings poderão ampliar em duas horas o funcionamento diário passando das atuais quatro horas para seis horas, mas para isso o chamado mini-lockdown passaria a ser de três dias consecutivos (domingo, segunda e terça-feira), nos quais apenas os serviços essenciais poderiam funcionar na cidade.

Dhoje Interior

Em nota divulgada pela Prefeitura durante a live desta quarta, a assessoria informou que o prefeito Edinho vai conversar com o setor empresarial sobre essa contraproposta apresentado pelo governo do Estado.

A proposta original feita por Edinho ampliaria o horário de funcionamento das lojas de quatro para cinco horas por e o mini-lockdown seria de dois dias (domingo e segunda).

Sincomércio – O presidente do Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Rio Preto), Ricardo Arroyo, salienta que o comércio não aguentaria ficar mais um dia fechado (mini-lockdown de três dias), pois tem muitas empresas dispensando os funcionários por não estarem conseguindo vender o suficiente. Ele continua defendo as seis horas, mas que a abertura seja no mínimo de terça a sábado.

Por Sérgio SAMPAIO – Da Redação Jornal DHoje Interior