Consumidor deve gastar até R$ 120 com presente para o Dia dos Pais

De acordo com dados do Sincomércio, expectativa é de 7% de aumento em relação às vendas de 2016. Diretor da Acirp diz que as compras podem bater na casa dos R$ 400 e superar o Dia das Mães

Expectativa positiva do comércio rio-pretense para o Dia dos Pais, que acontece no próximo domingo, dia 13. Segundo dados levantados pelo Sindicato do Comércio Varejista de Rio Preto (Sincomércio), neste ano às vendas devem aumentar em 7% em relação a 2016.

De acordo com o presidente do Sincomércio, Ricardo Arroyo, até os produtos estão mais baratos que o ano passado. “Nossa expectativa é muito boa. Fizemos algumas pesquisas junto a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomércioSP), e devemos ter um aumento de 7% nas vendas em relação ao ano passado. Os eletroeletrônicos estão 20% mais barato que o mesmo período e assim teremos uma recuperação neste Dias dos Pais”, afirmou.

Diretor da Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto (Acirp), Walter Carrazone acredita que o consumidor deve gastar entre R$ 120 e R$ 400 para presentear os pais. “Em relação ao ano passado acreditamos no crescimento das vendas. A gente espera uma venda melhor, temos uma expectativa que em média o consumidor deve gastar R$ 120. O pessoal está mais animado para comprar. Acho que será um pouquinho melhor que o Dia das Mães”, disse.

Faltando cinco dias, o vendedor de uma loja de artigos esportivos, Jorge Donizete Esteves, 60 anos, também se mostra confiante na procura dos consumidores de última hora. “Esperamos que cresça. O pessoal tem vindo comprar mais camisetas de times, dos quatro grandes de São Paulo, além de tênis, shorts e camisas”, ressaltou.

Tanto o presidente do Sincomérico quanto o diretor da Acirp apostam nas peças de vestuário como presente mais procurado. “Acreditamos que peças de vestuário, como sapato e chinelos se sobressaiam. Mas, os eletroeletrônicos, perfumes, carteiras e artigos esportivos também devem ter uma boa procura”, explicou Ricardo Arroyo.

“Tênis, sapatos, camisas, até a própria venda de relógios cresceu nesta semana, mas acredito que as peças de vestuário serão as mais procuradas”, garantiu Walter Carrazone, que também comentou sobre os atrativos para os consumidores.

“Teremos sorteio de 30 vale compras de R$ 500 nas lojas cadastradas do centro. Já os shoppings estão com promoções de viagens. Tudo para atrair o consumidor”, finalizou.

HORÁRIO

Na sexta-feira, o horário de funcionamento do comércio no centro será das 9h até às 22h. Já no sábado, que vem sendo o dia de maior fluxo, segundo o Sincomércio, as lojas ficarão abertas das 9h até às 18h. Os shoppings vão funcionar no horário normal das 10h às 22, na sexta-feira e no sábado, e no domingo das 14h às 20.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS