Congresso na Famerp apresenta novidades na área oncológica

CONGRESSO - Será realizado nesta sexta-feira, 09, na Famerp

Nesta sexta e sábado, a Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) e o Hospital de Base promovem o II Encontro de Cancerologia do Interior Paulista (ECIP) e o IX Simpósio de Mastologia, Oncologia e Imaginologia Mamária.

Este é o maior evento do tipo no interior do Estado de São Paulo, sendo que na última quarta-feira (07), o Centro Integrado de Pesquisa (CIP) do HB foi classificado como Centro de Excelência em Oncologia e Cardiologia pela indústria farmacêutica Sanofi.

Durante o encontro de cancerologia, haverá o lançamento nacional de dois novos medicamentos aprovados recentemente pela Anvisa, sendo um para tratamento de câncer de cabeça e pescoço e outro para o combate do câncer de mama. Os estudos desenvolvidos pelo CIP também colaboraram no desenvolvimento dessas drogas. “O primeiro é o Nivolumabe, que é indicado para o tratamento de câncer de cabeça e pescoço, recorrente ou metastático, e a outra droga é o Pertuzumabe, indicado para o tratamento adjuvante (pós-operatório) do câncer de mama”, explicou o oncologista e presidente do encontro, Gustavo Girotto.

Segundo a médica oncologista, Aline Fusco Fares, o evento também abordará sobre medicamentos similares. “A oncologia é uma medicina muito cara e no Brasil 80% da população é SUS. Os similares são como se fossem os genéricos melhorados, mas de moléculas biológicas. No Brasil o principal medicamento similar aprovado é o biossimilar de Trastuzumab, que vai entrar no mercado com um custo mais razoável”, disse.

A outra novidade apresentada será a mamografia 3D que facilita e dá maior precisão ao diagnóstico do câncer de mama. O novo exame funciona como suporte às mamografias. “Essa é uma das novas técnicas de rastreamento e diagnóstico do câncer de mama. Também serão apresentados novos tratamentos cirúrgicos de tumores avançados de mama”, afirmou o mastologista José Luis Esteves Francisco, diretor adjunto de administração da Famerp.

 

Por Priscila CARVALHO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS