Confira ‘Nos Bastidores da Política’ desta quarta-feira (12)

Sem chance

Continua repercutindo a saída do presidente do PTB, Adão da Costa Morais, da presidência da Emcop, para se aliar ao Republicanos com o objetivo de indicar o vice para compor a chapa da pré-candidata a prefeita Coronel Helena. Na opinião do presidente Paulo Pauléra (PP, foto), aliado do governo Edinho Araújo (MDB), Morais almejava indicar o vice na chapa do prefeito na disputa pela reeleição. Sem chance de emplacar um nome ou o dele mesmo, Morais decidiu mudar de barco. “É natural a entrega de cargos para aqueles que não vão apoiar Edinho”, diz. Os cargos de baixo escalão também têm de ser entregues.

Dhoje Interior

Protagonismo

A imposição para dar protagonismo ao PTB nas eleições municipais deve ter partido do líder estadual, petebista Campos Machado. Se dependesse de Adão da Costa Morais, dificilmente ele iria deixar o atual governo para entrar em outro grupo com chance remota de chegar à Prefeitura. Afinal, o salário gira em torno de R$ 14,8 mil mensais, portanto, Morais não iria trocar o certo pelo duvidoso. Como a ordem veio de cima para baixo, a alternativa dele foi deixar o cargo. Ideologia partidária passou longe desse acordo.

Pico

O secretário da Saúde, Aldenis Borim, prevê que o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus deverá cair nos próximos dias. Com base nos dados registrados pela equipe da saúde, o recuo da doença, segundo ele, mostra que as contaminações chegaram no pico e agora a tendência é de queda. Apesar da boa notícia, Borim alerta a população que é necessário continuar com as medidas de segurança: uso de máscara, distanciamento social, uso de álcool gel e lavar as mãos. “O vírus continua circulando”, enfatiza.

Tacanha

Ainda persiste a ideia de negacionistas que não era necessário adotar medidas restritivas para controlar a propagação do vírus. Além de criticar o governador João Dória (PSDB), Edinho Araújo (MDB) também paga preço elevado por ter adotado medidas impopulares, na realidade, tem de seguir o decreto estadual. Bolsonaristas insinuam que as autoridades da saúde incluem mortes por outras doenças na conta do vírus. Na visão deles, o presidente Bolsonaro é que está certo. Mente tacanha! Bolsonaro tem ajudado é o vírus…

Escaldado

O presidente do DC, Adilson Feliciano, informou que até sexta-feira anuncia o nome do vice para compor a chapa encabeçada pelo pré-candidato a prefeito Rogério Vinicius. A sigla que irá chancelar a aliança para indicar o vice ainda é mantida em sigilo. Escaldado com alguns dirigentes partidários que têm agido nos bastidores para desarticular os acordos, Feliciano disse que só vai declinar o nome do vice e a sigla após bater o martelo. Na visão dele, portanto, lagoa que tem piranhas jacaré nada de costas.

Desafia

Depois de ter se recuperado da covid-19, o pré-candidato a prefeito Carlos Arnaldo (PDT) já está em plena atividade para propagar suas propostas que serão divulgadas na campanha eleitoral. O pedetista debateu com o diretor teatral da Cia. Apocalíptica, Lawrence Garcia, proposta para o setor cultural de Rio Preto. Na proposta, o pré-candidato destina 1% da receita do município para a cultura, que corresponderia a R$ 10 milhões/ano. Hoje, segundo ele, é de 0,30%. “E aí, quem tem coragem?”, desafiou os concorrentes.

Militância

A presidente do PSOL, Luciana Fontes, informou que começa hoje reuniões virtuais a fim de debater o projeto de governo que o pré-candidato a prefeito Marco Rillo apresentará na campanha eleitoral. “A militância vai participar da construção do plano de governo”, destacou. Rillo já havia informado que sua proposta será focada na área social, como creche, educação, saúde e assistência social, além da manutenção da cidade. Sobre o candidato a vice da chapa, a presidente ressaltou que ainda não tem nome definido.

Chapa pura

O pré-candidato a prefeito pelo PRTB, Paulo Bassan, disse que o partido vai lançar chapa pura para disputar a Prefeitura. “O vice estamos escolhendo, mas não é político de carreira”, antecipa. Em relação a convenção com o objetivo de oficializar as chapas de pré-candidatos a vereador e a de prefeito, Bassan diz que está previsto para o começo de setembro. Por causa da pandemia, o pré-candidato disse que ainda não está definido se a convenção será presencial ou virtual. Como não foi possível registrar a Aliança pelo Brasil no TSE, partido bolsonarista, Bassan entrou no PRTB para disputar as próximas eleições.

Por Venâncio de MELLO – Redação Jornal DHoje Interior