Confira a coluna ‘NOS BASTIDORES DA POLÍTICA’ desta quinta-feira

 

No PSD

Dhoje Interior

Jorge Menezes confirmou que vai deixar o PTB, na semana que vem, para se filiar ao PSD com o objetivo de disputar a reeleição. A chapa de pré-candidatos a vereador, de acordo com ele, formada pela direção do partido, é competitiva. A vereadora Márcia Caldas, que foi eleita pelo PPS, também vai se filiar ao PSD, nos próximos dias. Como o presidente do PSD, vice-prefeito Eleuses Paiva, deve continuar como vice na chapa a ser encabeçada por Edinho Araújo, PSD e MDB deverão chancelar aliança na majoritária.

Facultativo

Os funcionários da Câmara vão desfrutar de feriado prolongado no aniversário de Rio Preto, comemorado no dia 19 de março, quinta-feira. Para tanto, o presidente Paulo Pauléra (PP) decretou ponto facultativo no dia 20, sexta-feira. Como terão quatro dias de folga, os servidores do Legislativo poderão até viajar, mas vai um alerta: devem evitar região onde o coronavírus já está circulando. O prefeito Edinho Araújo (MDB) ainda não divulgou se vai ou não decretar ponto facultativo também na Prefeitura.

Vídeo

Um vídeo que está circulando no Whatsapp preocupa Zé da Academia (Patriota). Gravado em um programa de televisão, com a presença de Fábio Marcondes (PL), Academia diz que desconhece quem fez a produção do vídeo. O vídeo mostra proposta do vereador, que retirava São José, reduzindo a grafia do nome da cidade para Rio Preto, com o objetivo de facilitar a divulgação de atos institucionais do município. “É maldade e não passa de fake news”, diz Academia. Aliás, a proposta era interessante.

Quer voltar

O ex-vereador Márcio Larranhaga está animado e acredita que tem chance de ser eleito para ocupar uma cadeira na Câmara. O policial rodoviário federal disse que a chapa de pré-candidatos a vereador, pelo PP, é boa e isso pode ajudá-lo na conquista de uma cadeira. Falando sobre o novo companheiro de partido, o presidente da sigla, Paulo Pauléra, não poupou elogios: “É uma boa liderança e tem tudo para ser eleito”, diz, acrescentando que a expectativa é eleger três vereadores pelo partido.

 

Bandeira na mão

Marco Rillo (PT) informou que vai participar do movimento pela democracia, no próximo sábado. “Eu vou com a bandeira na mão”, avisou. O movimento está sendo organizado por partidos de esquerda, por exemplo, PSOL, PT e PCdoB. Rillo disse que é uma reação contra movimento de direita que defende o fechamento do Congresso Nacional e do STF (Supremo Tribunal Federal). “Não é possível que tem gente que defende o fechamento dessas instituições”, frisa. Aliás, precisam de mudanças.  Fechar, não!

Difícil

O presidente do Avante, Renan Moura Virgíneo, disse que está aberto para conversar com o vereador Gérson Furquim (PP) sobre filiação, porém, não garante se ele terá legenda para disputar a reeleição pela sigla. “A chapa de pré-candidatos a vereador já está formada”, justifica. Sem citar nome, revelou que tem dois ex-vereadores também interessados no Avante. O ex-vereador Daniel Caldeira já se filiou para disputar a eleição. Informou ainda que deve fechar aliança com o MDB para apoiar o prefeito Edinho Araújo.

Medo

Os vereadores abortaram a intenção de aplicar o reajuste de 4,31% nos seus vencimentos por temer a reação negativa do eleitorado nas próximas eleições. Atualmente, os vereadores recebem cerca de R$ 4,6 mil mensais, livre. Bruto, o vencimento é de R$ 5,9 mil. “Não briguei e nem quero saber disso (reajuste)”, frisou, Marco Rillo (PT). No próximo mandato, se não propor mudança na lei, portanto, o presidente da Câmara, Paulo Pauléra (PP), disse que o vencimento será o mesmo durante os quatro anos.

Por Venâncio de MELLO