Conexão Capivara: Vaz ressuscita Serra

O deputado estadual Vaz de Lima (PSDB) ressuscitou José Serra (PSDB), que parecia mortinho da silva em relação a eleições presidenciais, como um potencial nome do tucanato para 2018. E não foi uma citação passageira. Em entrevista à rádio CBN na manhã desta sexta (6), fez defesa enfática de que o senador é, “sem sombra de dúvida”, o mais capacitado do partido para assumir a bronca, ou seja, a Presidência da República.

Outra declaração surpreendente de Vaz foi sobre o prefeito paulistano, João Doria, que está em franca campanha dentro e fora do partido para encabeçar a disputa. Até então, quando questionado sobre sua preferência entre o empresário e o governador Geraldo Alckmin, o deputado mantinha-se convenientemente no muro. Pois desta vez, criticou o modo de administrar do correligionário. “Eu vivo em São Paulo, voto aqui em Rio Preto, mas moro lá em função do mandato. E posso dizer que essa coisa de zeladoria tão anunciada não está dando certo. Não está bom, não.” Os entendedores entenderão.

Fica difícil desenhar a exata estratégia embutida nas declarações de Vaz, mas algumas conclusões são inequívocas: Doria não é seu preferido. Nem Alckmin. Tudo indica também que já tem gente dentro do PSDB pensando em um plano D. Sim, porque Serra, nessa equação, parece cortina de fumaça. O senador, também citado nas delações da Odebrecht à Lava Jato, não parece ter mais vigor político e físico para o jogo. Alegando limitações de saúde, ele pediu demissão do Ministério das Relações Exteriores em fevereiro. Desde então, sumiu dos holofotes, vagando discretamente pelos bastidores.

O fato é que os dois partidos que se revezaram em vitórias nas urnas nas duas últimas décadas se encontram numa sinuca de bico. O PT de Lula tem um nome nacional forte, mas que, como diz Vaz, chafurda na Lava Jato e terá dificuldades gigantes para manter-se candidato perante a Justiça. O PSDB, também enlameado até o gogó de Aécio Neves, saiu com dois nomões (Doria e Alckmin), mas nenhum deles consegue agradar a maioria de seus pares. É jogo bruto e imprevisível com tanto jogador contundido.

Clique aqui e confira na íntegra a página Conexão Capivara deste sábado (07)

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS