Conexão Capivara: TRE barra Itamar Borges

O deputado estadual Itamar Borges (MDB), de Santa Fé do Sul, teve o registro de candidatura à reeleição negado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), mas ainda cabe recurso da decisão em instância superior.

O tribunal julgou procedente ação ajuizada pela Procuradoria Regional de São Paulo pedindo que a candidatura do emedebista fosse barrada com base na Lei da Ficha Limpa.

O Ministério Público apontou contra Itamar condenação de segunda instância referente a despesas irregulares em 2001, quando o emedebista era prefeito de Santa Fé do Sul.

O TRE desconsiderou argumentos da defesa de que o então prefeito não teria agido com dolo no caso e que sua condenação estaria suspensa.

A assessoria do deputado divulgou nota oficial sobre a decisão, na qual diz que os advogados de Itamar já estão providenciando recurso em instância superior, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Os advogados eleitorais apresentarão recurso sobre esta decisão e entendem que Itamar não infringiu nenhuma legislação que possa acarretar no indeferimento de sua candidatura. Estão certos de que essa decisão será revertida e que Itamar terá deferido o registro de sua candidatura”, diz o texto da assessoria do deputado.

Com o recurso, o deputado pode conseguir de imediato o efeito suspensivo da decisão, de forma a seguir com a campanha eleitoral. No julgamento no mérito lá na frente, se a condenação do TRE for mantida, seus votos deixam de ter validade.

Clique aqui e confira na íntegra a coluna desta terça-feira (18)

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS