Conexão Capivara: PRENSA NO PREFEITO

Após o cartão vermelho dado pelo assessor técnico da Secretaria de Trânsito, Amaury Hernandes, conforme a Conexão Capivara publicou ontem (3), o vereador Jean Dornelas (PRB) resolveu falar grosso.

Em ofício encaminhado ao prefeito Edinho Araújo (PMDB), Dornelas e os demais integrantes da CPI do Transporte Público exigiram participação na comissão que vai discutir o reajuste da tarifa de ônibus em Rio Preto. O parlamentar do PRB já havia solicitado a presença dele no grupo técnico, mas recebeu um chega para lá de
Hernandes. “Se ele pediu para fazer parte é porque não conhece a legislação. A comissão não é para vereadores.

Se eles participarem, a discussão passa a ser política, não técnica”, afrmou o assessor à jornalista Francela Pinheiro. Irritado com o posicionamento de Hernandes, Dornelas enviou o ofício dizendo estar respaldado na Lei Orgânica do Município. E não é só. Em outro documento também enviado ao prefeito, os vereadores da CPI do Transporte
Público dão dez dias para Edinho se manifestar sobre quais alterações estão sendo adotadas no sistema.

Eles alegam que, em 24 de outubro, entregaram o relatório fnal da comissão e que a Secretaria de Trânsito tinha dado prazo até o início de dezembro para dar resposta aos apontamentos feitos pela Câmara – o que não ocorreu. Caso não haja manifestação do Executivo, os vereadores falam em tomar “decisão jurídica” para equacionar as supostas
falhas encontradas no contrato de concessão do serviço de transporte público. Em tempo: a Circular Santa Luzia e a Expresso Itamarati pedem reajuste de 14 centavos na tarifa que hoje é de 3 reais.

 

Clique aqui e confira na íntegra a coluna desta quinta-feira (04)