Conexão Capivara: Ela era zebra no início

A eleição de Mara Gabrilli garante, ao lado de José Serra, a segunda cadeira do PSDB paulista no Senado Federal, o que parecia improvável no início da disputa com a desistência do rio-pretense Aloysio Nunes em disputar a reeleição ao posto.

Gabrilli é o que se pode chamar de zebra nesta eleição de dois votos ao Senado, mas aos poucos foi se consolidando como a segunda opção tanto dos eleitores de Eduardo Suplicy (PT) como dos eleitores de Major Olímpio (PSL).

A sombra dela começou a incomodar a ponto de o candidato do PSL partir para o ataque: trabalhou no sentido de pregar na testa da tucana que ela não “comungava” dos mesmos “valores” que ele e os simpatizantes do capitão da reserva. E passou a estimular votação única.

Assim, Gabrilli passou a disputar a segunda vaga com Eduardo Suplicy, defenestrado pelo voto mais conservador do paulistano, que segue avesso ao PT.

Deficiente física, ela não deixa de se beneficiar também pela onda de mudança na política, apesar de sua forte atuação na área dos direitos dos deficientes há anos.

Assim como major Olímpio, Mara estava longe de ser uma protagonista da política em âmbito nacional, o que tinha sido, até ontem, uma marca dos senadores eleitos por São Paulo. Mas esta, como se vê, é uma eleição onde as regras foram todas por água abaixo.

Por – CONEXÃO CAPIVARA – Jornal DHoje Interior

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS