Comissão de Finanças encaminha Contas de Edinho para votação em Plenário

Contas que devem ser apreciadas e votadas são referentes ao primeiro ano de mandato de Edinho Araújo (Foto: Ygor Andrade)

O TCE divulgou recentemente uma lista com 599 cidades que estão com problemas em seus orçamentos. Algumas delas tiveram apontamentos sobre irregularidades financeiras, o que acaba entrando na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Essa medição foi feita entre os meses de maio e junho de 2019.

Uma notificação foi enviada pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo a todas as cidades e, com isso, a Comissão de Finanças da Câmara de Rio Preto apresentou projeto para análise dessas contas, referentes ao primeiro ano de mandato do prefeito Edinho Araújo (MDB).

Apesar do parecer ter sido favorável, ainda há a possibilidade política da Casa rejeitar a decisão do Tribunal.

O vereador e presidente da Comissão de Finanças, Pedro Roberto (Patriota), disse que foi apresentado esse projeto para votação. “Ainda não analisei o documento, vou fazer isso semana que vem, por isso, ainda não consigo dizer como avalio essas contas”, disse o vereador.

Sobre quando as análises serão apresentadas e votadas, o vereador também não quis precisar o tema, disse somente que depende da presidência da Casa. “Pode ser que seja na próxima terça-feira (26), mas não tem como dar certeza disso”, explicou Pedro Roberto.

Presidente da Câmara, Paulo Pauléra (Progressistas) disse que, provavelmente a votação aconteça em duas semanas e “deve passar sem nenhum problema”. “Houve algumas ressalvas, algo que é normal. Todas as contas foram aprovadas e tenho certeza que, na votação, também não encontrarão (as contas) nenhuma resistência por parte dos vereadores”, finalizou Pauléra.

RIO PRETO

Apesar de conseguir investir bastante em obras e infraestrutura, por exemplo, no Trânsito e Saúde, o prefeito Edinho Araújo (MDB), disse recentemente em entrevista ao DHoje que “nós estamos empenhados para conseguir cumprir com todos os nossos objetivos. Claro que o país vive um tempo de crise na economia, prefeitos têm dificuldades, poucas possibilidades de avançar e investir; os recursos mal dão para o custeio, pagamento da folha, mas Rio Preto está na contra mão desse problema, estamos conseguindo realizar algumas coisas graças a nossa gestão na economia”.

Recentemente a Prefeitura abriu concurso público que culminará na contratação de 551 funcionários públicos e aumentará em 8% os gastos com a folha de pagamento. Os salários variam entre R$ 2,5 mil e R$ 16 mil, gerando um aumento em torno de R$ 2,8 milhões.

Por Ygor Andrade

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS