Comércio espera aumento de 5% nas vendas de Natal

Foto Arquivo/DHoje

Com menos de um mês para o Natal, o comércio de Rio Preto promete receber um grande número de pessoas nos próximos dias interessadas na compra de presentes e também na preparação da ceia natalina. Nesta quarta-feira, dia 5, o comércio de rua passa a funcionar em horário especial de atendimento, das 9h às 22 horas, de segunda-feira a sexta-feira. O final de semana também contará com um horário estendido (veja tabela na página).

Com essas horas estendidas e oportunidade de compras para os consumidores, o Sindicato Varejista do Comércio de Rio Preto acredita no crescimento de 5% das vendas do Natal, em comparação ao ano passado.

Uma aposta do otimismo dos empresários e do comércio para alavancar as vendas de fim de ano está relacionada ao pagamento do 13º salário. De acordo com o presidente do Sincomércio, Ricardo Arroyo, boa parte desse dinheiro é investido em compras no comércio. “O consumidor está ciente e faz sua reserva para pagar contas acumuladas e gastar na compra de presentes no final do ano. A segunda parcela do 13º principalmente, pois é paga próxima do Natal, e esse dinheiro acaba destinado para compras de brinquedos para crianças da família, roupas novas e alimentos para ceia de Natal”, afirma.

Nos sábados, dias 15 e 22 de dezembro, o comércio vai funcionar das 9h às 20h. Já nos domingos, dias 16 e 23, as lojas ficarão abertas das 9h às 15 horas. No dia 24, véspera de Natal, o comércio central vai funcionar em horário normal de atendimentos – 9h às 18h. No dia 25, as lojas não abrem, e retoma suas atividade no dia seguinte(26), com abertura das portas a partir das 10h até 22 horas.

Em virtude do feriado do dia 8 de dezembro (Dia da Imaculada da Conceição),o comércio funcionará até às 18 horas, e no domingo não abrirá.

“Com esse horário estendido para compras do Natal, o consumidor terá um bom tempo para vir até o comércio para escolher suas mercadorias, analisar preços e qualidades dos produtos. Esperamos um grande contingente de pessoas da cidade e de consumidores da nossa região que se deslocam até Rio Preto para comprar devido a variedade de produtos e a força do nosso comércio”, destaca Arroyo.

Por Vinicius LIMA

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS