Comércio de Rio Preto inicia contratações temporárias para o fim do ano

Foto Claudio Lahos

“Trabalhar com afinco e se dedicar ao máximo, pois tudo depende do nosso esforço”. Assim define Talita Daiana, de 33 anos, sobre sua recolocação efetiva no mercado de trabalho, após começar em uma vaga temporária em uma loja de calçado no Centro do Rio Preto.

Ela conta que em meados de novembro do ano passado começou a trabalhar na empresa ocupando uma vaga para o período de 45 dias. “Estava desempregada e fui indicada por um amigo. Fiz a entrevista e fui selecionada para trabalhar até o fim de ano. Fiz de tudo para corresponder essa oportunidade e ser contratada. Meu desempenho agradou e fui contratada em definitivo”, comenta.

Oportunidades como essa já começam a surgir no comércio da cidade. Segundo estimativa do Sindicato dos Empregados no Comércio de Rio Preto, a previsão é gerar cerca de 3 mil postos de trabalhos temporários para as vendas de fim de ano. O reforço de equipes deverá ser feito especialmente no atendimento ao público em shoppings e no calçadão da área central.

A gerente Jaqueline Galindo, que atua no mesmo estabelecimento de Talita, afirma que a loja pretende contratar para o período temporário cerca de 50% do quadro de funcionários. O local conta com 30 pessoas trabalhando com vendas, no caixa e estoque. “Estamos confiantes com as vendas nesta época do ano. Temos vagas disponíveis, mas muita gente não dá o valor necessário ao emprego em alguns casos”, explica.

A gerente ressaltou que a quantidade de currículos recebidos aumentou consideradamente. A intenção é de que os selecionados iniciem o serviço no meio de novembro.

Estágio e vaga
Em outra loja de roupas e calçados, o proprietário Manoel Rodrigues Neto demonstra expectativa positiva de ultrapassar a meta do ano passado. “Nossa intenção é subir 20% das vendas de 2017”, disse.

Sobre abertura de vagas temporárias, Neto diz que pretende contratar pelo menos dois funcionários e um estagiário. “É uma oportunidade para jovens que buscam um emprego no comércio, e sem falar que o custo é menor”, explica. “Praticamente 80% do quadro de funcionários da minha loja, trabalharam conosco como estagiário até serem efetivados”.
Natalia Cordeiro Costa trabalha há 18 meses no estabelecimento. Ela conta que foi efetivada após atuar como estagiária. “Meu currículo foi selecionado através de um site de consultoria de empregos. Comecei a trabalhar no estoque, depois no provador, até chegar agora como vendedora. Procurei me dedicar ao máximo até ser efetivada”, conta a vendedora de 18 anos.

Shopping
Além do comércio central, os cinco shoppings da cidade também terão vagas temporárias abertas neste final do ano. No Rio Preto Shopping, a expectativa é gerar até a primeira quinzena de dezembro deste ano 1,1 mil vagas temporárias. Os lojistas já começaram suas contratações para atender ao aumento de clientes neste mês de outubro. A previsão é de crescimento de 25% nas vendas até o final de dezembro em relação ao mesmo período do ano passado.

Os interessados podem entregar currículo impresso na Associação dos Lojista, que fica em frente da Praça de Alimentação I, no próprio centro de compras. Quem não tiver currículo pode ir até a associação e preencher uma ficha de cadastro. Mais informações pelo telefone: (17) 3227-1033. Conteúdo especial: Vinícius MAIA

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS