Comércio aposta em alta de 4% nas vendas para o Dia das Crianças

Eliete dos Reis observa brinquedos ao lado da neta Nicoly Main em uma loja do comércio central. (FOTO GUILHERME BATISTA )

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Rio Preto, Ricardo Arroyo demonstra confiança nas vendas de presentes para o Dia das Crianças. Comércio terá horário especial no dia 12, com abertura das lojas das nove às 15 horas

O comércio de Rio Preto está confiante e aposta no Dia das Crianças – comemorado na próxima sexta-feira (12 de outubro) – para alavancar as vendas. Na ocasião, as lojas terão abertura das nove às 15 horas, no dia do feriado que também é celebrado Dia Nossa Senhora da Aparecida. A expectativa do Sindicato do Comércio Varejista do Município é de alta entre 3 a 4% nas vendas deste ano.

De acordo com o presidente do Sincomercio de Rio Preto, Ricardo Arroyo, o fluxo de pessoas no comércio deve aumentar nos próximos dias diante do pagamento de salário referente ao quinto dia útil do mês. “Acreditamos que a data proporcionará um novo ânimo para o setor. As pessoas estão aproveitando esse dinheiro do pagamento para pagar contas e comprar presentes para filhos, netos e sobrinhos”, comenta.

Segundo Arroyo, nas lojas da cidade o público encontra variedade de itens com valores atrativos. “O Dia das Crianças é um período de muito movimento, pois as famílias não deixam de presentear as crianças. Hoje, as crianças têm mais desejo que os adultos, e a cada ano os lojistas estão se preparando melhor para oferecer um produto a contento delas”, explica.

O ticket médio dos presentes deve girar de R$ 80 a R$ 120, e os pequenos devem ganhar principalmente, brinquedos, vestuário, calçados e acessórios.

Compras
A auxiliar de enfermagem Eliete dos Reis não quis deixar as compras para última hora. Ao lado da filha Emanuela Santana e da sobrinha Nicoly Rebeca Main, de sete anos, Eliete carregava sacolas dentro de uma loja de brinquedos para presentear netos e sobrinhos. “Os preços estão bons em relação ao ano passado, mas economizei um dinheiro no mês para garantir a compra desses presentes”, disse.

Quem aproveitou do momento foi a sobrinha Nicoly, presenteada com duas bonecas e massinha. Eliete dos Reis revelou um gasto de R$ 250 nas compras dos presentes.
Ayriston Moreira levou o filho Pedro Henriqeu, três anos, para escolher o presente do Dia das Crianças. O garoto ficou encantado com máscaras e bonecos de super-herói. “É uma data que não pode passar em branco. Procuro dar preferência para o que ele mais gostar, mas sempre atento na questão dos preços”, ressalta.

Mesmo diante de um cenário de crise financeira no país, o gerente comercial de uma loja de brinquedos, André Brizadin, acredita em boas vendas para data. Porém, ele apontou que o público está buscando alternativas para ‘driblar’ os preços. “De uns anos pra cá, as pessoas estão optando por produtos e brinquedos mais barato, com um preço abaixo de R$ 50”, esclarece Brizadin.

Lojistas apostam em boas vendas. Brinquedos estão na preferência das crianças para presente. (FOTO GUILHERME BATISTA)

Procon orienta consumidores para compras 

O Dia das Crianças se aproxima e o comércio começa a se preparar para o aumento nas vendas de produtos e artigos infantis. Pensando em auxiliar na hora da compra e garantir a segurança da criançada, o Procon Rio Preto preparou algumas dicas e orientações.

Segundo o economista do Procon, Eraldo Angelotti, o primeiro passo é definir com antecedência qual presente os pais pretendem comprar e o valor que podem gastar. “É interessante, após a definição do produto, fazer algumas pesquisas de preços, pois a variação de um estabelecimento para outro pode ser bem grande”, afirma. Também é recomendável que o consumidor guarde o panfleto ou tire foto do anúncio feito pelo estabelecimento com as promoções de determinados produtos. A loja é obrigada a cumprir a oferta, desde que não tenha vencido o prazo da promoção que também deve ser exposto junto ao anúncio.

O diretor do Procon Rio Preto, Arnaldo Vieira, alerta os pais sobre a importância da nota fiscal. “Exija sempre a nota fiscal, pois é o documento que o consumidor tem para comprovar a relação de consumo, e será de extrema necessidade caso haja algum problema com o produto,” comenta.

“É uma data que não pode passar em branco. As crianças ficam nessa expectativa do que vão ganhar de presente no dia. A questão do valor também é importante na compra” – Ayriston Moreira, vigilante (FOTO GUILHERME BATISTA)

saiba mais

LOJAS ABERTAS – O Sindicato do Comércio Varejista de Rio Preto confirmou abertura das lojas no dia 12 de outubro. O horário de atendimento será das nove às 15 horas.

TICKET MÉDIO – O valor a ser gasto pelos consumidores na compra do presente deve girar em torno de R$80 a R$120, segundo o Sincomercio.

Conteúdo especial: Vinícius MAIA

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS