Comerciantes esperam faturar com vendas de velas e flores no Finados

Foto Claudio Lahos

O Dia de Finados é dedicado à celebração de entes queridos que já faleceram. Contudo, muita gente vislumbra na data uma oportunidade de ganhar um dinheiro extra. A expectativa dos empresários é de que o aumento nas vendas de flores e velas seja de até 50% nesta época do ano. Os três cemitérios de Rio Preto esperam receber cerca de 80 mil pessoas na próxima sexta-feira (2).

Para dar conta dos pedidos da loja, o gerente Benedito Adão revelou que o estabelecimento comercial reforçou a quantidade de velas. “Essa época do ano onde vendemos bastante velas de todos os tipos. Precisamos aumentar em 70% o número de pedidos e esperamos um crescimento significativo nessa data”, destaca o comerciante.

O estabelecimento conta com uma variedade de formato de velas; desde vela de sete dias, de novena e as comercializadas por quilo (velas finas e grossas). Essa última a mais vendida no estabelecimento, no valor de R$ 15, o quilo.

“Essa época do ano  vendemos bastante velas de todos os tipos. Precisamos aumentar em 70% o número de pedidos e esperamos um crescimento significativo nessa data”, diz o gerente da loja, Benedito Adão

A loja localizada entre as ruas Pedro Amaral e XV de Novembro estará aberta no dia do feriado. “Vamos atender o público até o meio dia desta sexta-feira. Sempre aparece aquelas pessoas que deixam para comprar velas ou artigos religiosos no dia do feriado”, disse Benedito.

A campeã de vendas são as flores: naturais ou artificiais. Elas são comercializadas de diversas formas: só o botão, em arranjos, raminhos, jarros ou coroas, nos mais diversos tamanhos. Em uma loja localizada na frente da Rodoviária Municipal, o artigo está exposto em grande quantidade na entrada do estabelecimento para atrair a clientela. “Colocamos essa variedade de flores artificias e cores para chamar atenção das pessoas. Não tem uma pessoa que passa em frente da loja e olha pelo menos elas”, declara a gerente, Andressa Cristina Guimarães Rodrigues.

A comerciante revelou que são vendidos diariamente pelo menos 500 botões artificiais. O valor de cada botão é de R$ 2,50. Apesar do preço baixo, Andressa disse que este ano, os clientes estão priorizando flores mais baratos. “Ano passado vendemos muito bem, e cada cliente levava cerca de 10 a 15 botões por exemplo. Esse ano esse número não passa da metade. As pessoas estão comprando o essencial e de menor preço”, afirma Rodrigues.

 

Por Vinicius MAIA 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS