Comerciante de Jales é preso tentando estuprar jovem no Jardim Guarani

Foto Divulgação

Policiais Militares em Jales-SP prenderam em flagrante o dono de uma lanchonete suspeito de estupro, cárcere privado, sequestro, tentativa de homicídio e lesão corporal.

A vítima é uma jovem de 26 anos que foi até o estabelecimento do acusado pedir informação já que não mora na cidade e iria prestar um concurso.

Série de violências incluindo a sexual teria ocorrido no fim da tarde desta terça-feira (09) numa rua do Jardim Guarani.

A mulher contou em boletim de ocorrência registrado Central de Polícia Judiciária jalesense, que o acusado teria lhe oferecido uma carona e juntos seguiram até uma casa localizada na rua, Benedito Arhtur Perezi.

Vizinhos ouviram gritos de socorro e chamaram a PM, quando a equipe chegou no endereço chamou duas vezes pelo morador da residência, mas ninguém respondeu.

Ao entrar pelos fundos da moradia o agressor apareceu na porta de casa e disse que não estava acontecendo nada, nesse intervalo a mulher agredida que é de Santa Fé do Sul, colocou o rosto por detrás do sujeito toda ensanguentada, ela foi socorrida na Unidade de Pronto Atendimento de Jales.

Ainda conforme a Polícia, residência onde a jovem que é professora e foi resgatada, pertence ao acusado e servia como um depósito de frios e outras mercadorias.

Ela diz que resistiu e por conta disso recebeu pancadas e 52 pontos na cabeça.

Na casa do representante comercial a Polícia Militar apreendeu seis armas, entre os quais, três facas, um garfo de churrasco com a ponta quebrada, barra de ferro e um pedaço de madeira.

O agressor foi encaminhado para a cadeia pública de Santa Fé do Sul-SP.

DA REPORTAGEM:

Colaborou: Guilherme Ramos, às 14h49.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS