COMER, BEBER E AFINS – Réveillon Quinta do Golfe: bom gosto na virada

Foi dada a largada para uma das melhores festas de réveillon de Rio Preto. O Réveillon Quinta do Golfe Clube 2020 vem com um cardápio primoroso preparado pelo Buffet Dalila, nome que é sinônimo de boa comida do alto de 44 anos de tradição em gastronomia.

O evento terá música com DJ Formiga e muita champanhe, cervejas, refrigerantes e água e quem quiser levar sua bebida terá rolha liberada. A decoração será de Rodrigo Hatano.

A festa começa às 22 horas e atravessa a madrugada com buffet completo, que inclui 15 tipos de entradas, ceia com serviço americano, 5 tipos de sobremesas, chá na madrugada com pretzel e café, e salgadinhos e picolés a partir das 2 horas da manhã. “É uma festa com requinte para uma virada de ano animada ao som de DJ e longa queima de fogos.

Quem veio nos anos anteriores não perde”, afirma Carolina Grisi, a organizadora.

Os convites individuais custam R$ 450, que podem ser parcelados em duas vezes no cartão de crédito. À vista cai para R$ 400. Os lugares são limitados. Programe-se para não ficar de fora dessa festa. Para informações e reservas adicione o wattsapp (17) 99201-3974.

CONVERSA COM O CHEFE – Lucas Trujilo

Ele é um jovem Chef de 28 anos. Nasceu em São Carlos, já morou em Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), mas veio aportar na terra quente de Rio Preto. Antes, cursou gastronomia na Academia Gourmet do Tatuapé, em São Paulo. Lá, atuou no Senac sob o comando da Chef Ana Luiza Trajano, onde se especializou em cozinha brasileira.

“Estudei confeitaria na Escola de Confeitaria Diego Lozano e panificação pela Bounge SP. A escolha pela gastronomia, inicialmente, veio da necessidade que eu tive em começar a trabalhar. Quando surgiu a oportunidade, fui muito incentivado pela minha avó, uma grande cozinheira. Tive uma banda e queria viver de som, comecei três faculdades, ambas não cheguei na metade. Hoje, nove anos depois, estou muito realizado como cozinheiro”.
Entre uma cozinha e outra, ele conversou com a coluna sobre a arte de cozinhar e…preparar uma boa ceia de Natal.

Comer, Beber e afins em Rio Preto – O Natal vem vindo. Qual a ceia perfeita: a mais barata, a mais fácil ou aquela que agrada a todos?

Lucas Trujilo – Ao fazer o cardápio da ceia deve-se levar em consideração o gosto das pessoas e o que é possível economicamente. O mais importante é que sendo simples ou sofisticada, a ceia seja produzida com capricho e uma boa combinação de ingredientes.

Comer, Beber e afins – Todo Chef faz a ceia da família?

Lucas – Em casa, sempre que posso, faço junto com minha avó que é a pessoa que sempre organizou nossa ceia de Natal.

Comer, Beber e afins – Qual seu segredo na hora do pernil de Natal?

Lucas – Meu segredo na hora do Pernil de Natal é a marinada, é muito importante que esse corte descanse em temperos por pelo menos 12 horas, utilize ervas frescas, alho amassado, cebola, cenoura, vinho branco, alho poró e pimentas em grãos. Asse com uma boa camada de sal grosso.

Comer, Beber e afins – A sua dica para economizar na ceia?

Lucas – A dica para economizar na ceia é utilizar os ingredientes sazonais do momento, um bom acompanhamento para a sua proteína pode ser de frutas frescas, abacaxi, framboesas e romã que possuem acidez, mesmo após serem levemente caramelizadas e deglaceadas por alguns cubos de manteiga.

Comer, Beber e afins – Toda ceia de Natal tem que ter…

Lucas – Toda ceia de Natal tem que ter Tender com Farofa, Rabanadas e um bom vinho.

Comer, Beber e afins – Qual o doce perfeito para a noite de Natal?

Lucas – A ceia geralmente é muito farta, todo ano faço um doce diferente para a noite de Natal. Mas a sobremesa não deve ser muito pesada, se na minha casa fizer a sobremesa nesse ano, quero servir em uma taça, uma camada de Pannacotta de Baunilha com Coulis de Frutas Vermelhas. É um doce clássico, leve e saboroso. Não tem erro.

Comer, Beber e afins – Todo Chef deve estar preparado para uma mesa de 500 talheres?

Lucas – Um Chef deve estar preparado e ter uma equipe muito bem treinada para atender um jantar para 4 pessoas com um menu simples como um jantar para 500 talheres com um menu super delicado, não tem a ver com quantidade, mas aquilo que você é capaz de produzir com um excelente padrão de qualidade.

Comer, Beber e afins – Todos os chefs dizem que não existe glamour na profissão, mas muito trabalho. Qual sua alegria no comando da cozinha?

Lucas – Não existe glamour mesmo, o trabalho é extenuante, é repetitivo, exige dedicação, estudo e esforço. Aprendi isso em uma cozinha e nunca mais esqueci, “Não corra, não fale e não pare”. Isso diz muito sobre a nossa profissão que requer agilidade, atenção e resiliência. Estar à frente de uma cozinha hoje, ter meus próprios projetos, é a recompensa por ter entendido tudo isso lá atrás quando comecei, isso é muito gratificante. Cozinhar é um ato de amor, a gente alimenta o corpo e a alma das pessoas.

Pernil Assado, Salada de Folhas Verdes com Vinagrete de Romã

1 Pernil de 3 a 3,5 kilos
Sal Grosso (em torno de 70 gramas)
¼ do Maço de Alecrim
¼ do Maço de Tomilho
3 unidades de Cebola
4 unidades de Cenoura
5 dentes de Alho Amassado
40gr de Pimenta do Reino em Grãos
1 alho Poró
1 litro de Vinho Branco Seco

Preparo: Primeiramente, amasse os dentes de alho com a ajuda de uma faca, pique grosseiramente a cebola, cenoura, alho poró e as ervas aromáticas.

2. Em uma assadeira ou em um saco plástico que vá ao forno, acomode o pernil, coloque os insumos que picou no primeiro passo dentro junto com a pimenta do reino em grão e o vinho branco seco.

3. Passe um filme plástico sobre a assadeira ou se estiver utilizando o saco, amarre a ponta para que a marinada não se perca. Descanse na geladeira por 12 horas, é necessário que após 6 horas, você vire o pernil dentro da assadeira para que o tempero pegue em todas as partes.

4. Passado o tempo de marinada, pré-aqueça o forno a 220 graus.

5. Reserve a marinada em outro recipiente, tempere o pernil com sal grosso, asse inicialmente por 30 minutos. Após esse passo, regule seu forno para 170 graus, cubra o pernil com alumínio e asse por 4 horas seguidas.

6. Retire o pernil do forno, descarte as folhas de alumínio, na assadeira, você vai observar uma gordura que se depositou no fundo da forma. Regue o pernil com essa gordura.

7. Na mesma forma, agregue a marinada que você reservou, junto a gordura. Retorne ao forno, sem papel alumínio por mais 1 hora. Se tiver paciência 1 hora e meia. Após esse processo, a carne vai desmanchar, vai estar tenra, macia e suculenta.

Salada de Folhas com Vinagrete de Romã:
1 Maço de Alface Frisée
1 Maço de Alface Roxa
1 Maço de Mini Rúcula
1 Maço de Raddichio
500 gramas de Queijo Branco cortado em Cubos
4 Figos cortado em 4 partes
200gr de Melaço de Romã
40gr de Suco de Laranja
40gr de Azeite de Oliva
40gr de Limão Taiti
Sal a Gosto Pimenta do Reino a Gosto

1. Higienize as folhas, lave-as e a seque. Monte um mix de folhas bem bonito, com cubos de queijo branco e pedaços de figo em pratos individuais. 2. Em um pote de vidro com tampa, coloque o Melaço de Romã, os cítricos e o azeite de oliva, sal e pimenta, tampe o pote, e balance como uma coqueteleira. Você terá a vinagrete de Romã. Regue as folhas que você já colocou no prato e sirva imediatamente. Boa Ceia.

Por Ellen LIMA

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS