COMER, BEBER E AFINS- Ramai Sushi chega a Rio Preto

O mix de sushis vem diversificado

O Ramai Sushi é um novo restaurante de gastronomia japonesa, que acaba de inaugurar no bairro Vivendas, região sul de São José do Rio Preto. O cardápio tem menu exclusivo à la carte e um sistema delivery diferenciado.

O carpaccio é ligeiramente selado

A casa é dos empresários Rafael Simões e Marcella Diniz, que trazem a expertise de Paranaíba (MS) onde começaram há 7 anos. “Nosso diferencial é a excelência. Queremos surpreender com qualidade e um mix de sabores”, destaca Simões.

Dhoje Interior

Rafael Simões contou ao Comer, Beber que chegar em Rio Preto era um sonho antigo, uma meta planejada. “É uma cidade com economia forte e muita rotatividade de visitantes. Chegar aqui é um sonho que estamos realizando, nossa capital é aqui”.

Além de itens com requinte de qualidade, o Ramai vai lançar um delivery de alto nível com preço acessível. O Ramai Express oferecerá opções como combo de 30 peças de sushi por R$40. “A qualidade é a mesma do restaurante”, garante Simões.

O ceviche com
tempero peruano

O Ramai Sushi tem unidades em Paranaíba, Jales e Chapadão do Sul. Em Rio Preto fica na Avenida Benedito Rodrigues Lisboa, 2.563, Vivendas. Para pedir ligue (17) 99766-0741 e (17) 3213-3620.

 

 

 

 

 

Conversa com o empresário – José Luiz Franzotti

Foto: Eloisa Mattos

José Luiz Franzotti foi três vezes prefeito de Potirendaba, mas não é a política que o move. Sua paixão atende pelo nome de Indústria de Bebidas Poty, uma empresa adquirida pela família Franzotti, em 1977. Além de Diretor Presidente da Bebidas Poty ele é 1º Vice Diretor do CIESP Rio Preto e membro da ABIR Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Abinam Associação Brasileira da Indústria da Água Mineral. A empresa não para de crescer e nesta entrevista ele conta que prepara o lançamento da água mineral em lata.

Comer, beber e afins Rio Preto – O que representa essa nova frente de matéria-prima na Amazônia para a Poty de 2020?

José Luiz Franzotti – O projeto é um dos mais importantes para a Poty porque reúne alguns pontos essenciais para nós. Ele agrega inovação e tecnologia, pois é realizado com base em pesquisas da Embrapa que desenvolveu um guaraná mais resistente e produtivo.

Trará também uma nova fonte para adquirirmos as sementes de guaraná e podermos contribuir com a retomada e expansão da fruta na Amazônia. É ainda um projeto muito especial porque caminha junto com a solidariedade. A parceria com agricultores familiares vai proporcionar uma nova fonte de renda para eles.

Vale ressaltar também que com este projeto a Poty terá uma qualidade excelente em todos os processos da cadeia produtiva começando com a produção das mudas do guaranazeiro, produção da semente, produção do concentrado, produção da bebida e finalizando com a entrega do produto ao consumidor.

Comer, Beber e afins – Após a pandemia há uma expectativa de que entraremos na era da inovação. Como a Poty está se organizando para essa mudança?

Franzotti – A inovação em produtos, processos e gestão é algo que já fazia parte da nossa cultura. Nós temos, por exemplo, o Comitê de Inovação que já funcionava na indústria como linha de frente para nos apontar tendências.

Uma das novidades que estamos lançando, neste sentido da inovação em processos, é o portal B2B está sendo desenvolvido para criar mais um canal direto de comunicação e vendas com nossos clientes. O novo serviço será destinado a todos os perfis de clientes que vão desde as grandes redes de supermercados até o pequeno varejista que é dono de mercearia, de bares, lojas de conveniência e outros.

Cada cliente terá um login e senha exclusivos para acessar o portal. No site, ele poderá escolher os produtos que precisa para seu estabelecimento comercial, fazer o pedido, acompanhar a emissão da nota fiscal e depois rastrear o faturamento e o roteiro de entrega dos seus produtos.

Comer, Beber e afins – O senhor concorda que guaraná brasileiro é a bebida que tem a cara do Brasil?

Franzotti – Com certeza. O guaraná é uma fruta simbólica e a bebida, claro, muito saborosa, única no mundo.

Comer, Beber e afins – Conte-nos as novidades da Poty em termos de produtos e investimentos.

Franzotti – Estamos preparando o lançamento de uma linha asséptica, que está em fase final de implantação em um novo prédio aqui no nosso parque industrial. Esta linha permitirá o desenvolvimento de produtos ainda mais naturais e saudáveis para o consumidor.

Queremos também lançar, ainda este ano, a água mineral em lata e também a água em caixa, que será envasada em uma embalagem cartonada.

Guaraná Poty investe em produção de guaraná na Amazônia

A primeira boa safra foi neste início de ano

A indústria de Bebidas Poty se prepara para começar a produzir seu guaraná com frutos cultivados na Amazônia. A empresa, localizada em Potirendaba, participa de um projeto de expansão da cultura do Guaraná por meio da Sabores Vegetais do Brasil, unidade do mesmo grupo (Empresas Franzotti), sediada em Manaus e focada na produção de aromas, concentrados e extratos.

José Luiz Franzotti, diretor presidente da Bebidas Poty, classifica o projeto, que visa incentivar pequenos produtores, como uma das mais importantes iniciativas voltadas à melhoria do cultivo do guaraná na Amazônia. “Teremos um guaraná de melhor qualidade valorizando o fruto característico do Brasil, com um sabor que faz sucesso no mundo inteiro, em um projeto sustentável”, avalia.

O plantio do guaraná na Amazônia começou há 3 anos e a primeira safra é neste ano. O projeto envolve também a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Secretaria de Desenvolvimento do Estado do Amazonas. Franzotti conversou com o Comer, Beber sobre as novidades da Indústria de Bebidas Poty.

Tamareira tem novo Chef

O Chef Lucas Trujilo acaba de assumir a cozinha do Tamareira Fábrica Bar, cervejaria que tem menu de gastronomia contemporânea. O jovem Chef de 28 anos, nasceu em São Carlos (SP), cursou gastronomia na Academia Gourmet do Tatuapé (SP), atuou no Senac sob o comando da Chef Ana Luiza Trajano, se especializou em cozinha brasileira, panificação e confeitaria. Já atuou com Henrique Fogaça, Felipe Bronze, Marcos Carioba e Shaun Dowling (Austrália). Agora vai repaginar o cardápio do Tamareira para a reabertura na pós-pandemia. Sucesso na nova empreitada, Chef.

Temporada do Morango Zappa´s

A rede Zappa’s acaba de lançar seu tradicional Festival do Morango. Neste ano a grande novidade são três kits com os itens preferidos dos clientes. São três tamanhos diferentes com opções feitas com morangos frescos e selecionados. Para encomendas ligue (17)3355-1200, (17)99623-0143. Peça pelo delivery ou site: www.zappas.com.br Lojas: Anísio, Bady, Belvedere e Damha. Siga a rede Zappa´s no Instagram @clubzappas

 

 

TL Amazonas

Além do cultivo das uvas, a Fazenda Amazonas cria Araras Canindé. As aves, consideradas símbolo do Brasil, são naturais do cerrado e uma atração à parte na fazenda. São dois casais adquiridos de criador e certificados pelo Ibama. Chegaram há apenas 8 meses e poderão gerar filhotes em breve, se tudo der certo. Na casa nova, convivem com famílias de saguis, tucanos e bem-te-vis, que circulam pela área e tornam a Amazonas um lugar peculiar e paradisíaco.

 

 

Fazenda Amazonas prepara vindima e novidades

O empresário Paulo Girardi iniciará a colheita em agosto

A Fazenda Amazonas, localizada, a 8 minutos do centro de São José do Rio Preto, realiza no início de agosto, sua vindima (colheita de uvas). O local é o único vinhedo na região e cultiva uvas Cabernet Sauvignon e Syrah para produção do vinho Spirituallis.

O empreendimento do vinho é um hobby do empresário Paulo Girardi, que nos recebeu na fazenda e anunciou que sua próxima novidade é um projeto imobiliário idealizado pelo arquiteto ex-prefeito de Curitiba, Jaime Lerner. Trata-se de núcleo de lotes urbanizados com lançamento previsto para 2021 e que será comercializado em parceria com a Emais construtora (grupo Tarraf). O objetivo é oferecer opção de moradia no campo com qualidade de vida e conforto.

A fazenda deve sediar ainda um outro projeto que sairá do papel em 2022. “Vamos lançar casas e apartamentos, com toda infraestrutura, anexo à área de cultivo das uvas”. A ideia é inspirada em moradias que existem na Argentina e Europa, uma espécie de Villa na qual os moradores acompanham o cultivo das uvas.

Por enquanto, a Amazonas se prepara para a colheita 2020. A expectativa é produzir 800 garrafas do Spirituallis. “Vamos ter um excelente vinho nesta safra, as uvas estão ótimas”, avalia Paulo Girardi.

O Spirituallis é um vinho para consumo exclusivo dos Girardi, um tinto com blend 60% Cabernet Sauvignon e 40% Syrah, engarrafado na EPAMIG – Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, em Caldas, no Sul de Minas.

Paulo Girardi também prepara o plantio de mais videiras de Syrah para conseguir um blend com 70% Syrah e 30% Cabernet Sauvignon nas safras futuras. A vindima Amazonas é uma festa disputada, mas neste ano os Girardi não ainda definiram se terão convidados, devido à quarentena.

Por – ELLEN LIMA  – É jornalista pela Unesp Bauru, barista pelo Senac Rio Preto com pós em Comunicação pela Faperp/Cásper Líbero (SP). Escreve sobre gastronomia e eventos da região Noroeste de SP. Criadora de conteúdo digital, especialista em branding. Assina o www.ellenlimablog.com.br
Contas no Instagram:
@ellenlimarp
@comerbebeberafinsriopreto