Comer, Beber e Afins: Home Beef Shop é referência em cortes nacionais e importados

Home Beef Shop: cortes especiais de vários países

A Home Beef Shop é uma casa de carnes que oferece cortes de carnes premium provenientes de diversos países do Mercosul. Lá você encontra desde um corte básico para o dia a dia, até um Prime Rib (que é um file de costela com osso). São carnes procedentes de produtores brasileiros de alto padrão, raças que vão do Nelore, Angus e Wagyu, assim como cortes da Argentina, Uruguai e Chile.

A casa oferece sal especial e fumaça líquida entre outros condimentos

Os proprietários da casa são profissionais que por muitos anos trabalham na cadeia produtiva da carne no Brasil e América Latina, e se inspiraram em suas áreas de atuação para montar o negócio. “Buscamos unir o conceito de qualidade com higiene e boa origem. Por isso só trabalhamos com frigoríficos conceituados e com alto padrão”.

A Home Beef Shop oferece carnes embaladas a vácuo, tendo um cuidado minucioso com a origem da carne, a segurança e o aspecto dos produtos. São várias marcas, todas com referência entre os melhores do Brasil em termos de qualidade e respeito às leis de vigilância sanitária.

A casa também disponibiliza carnes de frango, suíno, cordeiro, hambúrguer e linguiças artesanais, que recebem os mesmos cuidados das demais. É possível encontrar peça por R$6 (frango) até R$139 (Wagyu) dependendo do peso e a quantidade.

O bife de ancho de boi Angus é o corte da moda, que está superando a picanha

Para o cliente que desejar conhecer um pouco sobre o mercado de carnes nobres, os proprietários podem ministrar uma verdadeira aula sobre cortes. Josiely B. Ciocca afirma que a raça Angus está visivelmente em ascensão no Brasil devido ao aumento da demanda. O boi Wagyu, a raça japonesa que está entre as carnes mais caras do mundo, não é necessariamente a melhor em termos de sabor e maciez. “Depende do manejo desse boi”. O Wagyu é um boi proveniente do Japão e mais tardio que o Angus, que exige confinamento e seu alto preço reflete o custo da alimentação, que é a base de grãos. O preço do Angus também é relacionado ao cuidado que a raça exige. “Por ser europeia, é uma raça que precisa de complemento na alimentação para atingir o padrão que o consumidor espera e predomina no Sul”, destaca Ciocca.

Na Home Beef Shop há quase tudo para churrasco: temperos, facas especiais e até madeiras frutíferas, como Wood disk, que são discos de madeira usados para defumação, que garantem um churrasco mais saboroso devido à fumaça que emitem.

Para conhecer os produtos da Home Beef Shop acesse www.homebeefshop.com.br . A loja fica na Avenida Francisco das Chagas Oliveira, 212, no Jardim Pinheiros, próxima à avenida JK. Telefones: (17) 3305 – 1312 e 3305-1415. Wattsapp (17) 98184- 8757.

 

Conversa com O CHEF

Diego Belda é destaque quando o assunto é churrasco

Diego Belda é paulistano, tem 43 anos e é formado em Artes Plásticas pela FAAP. Ele começou em gastronomia na França e Espanha, durante viagens pela Europa. É em frente a uma brasa quente que ele se realiza. Belda é apontado como uma lenda do churrasco. Seu nome está entre o dos Chefs que vão comandar uma estação de churrasco no evento O Braseiro, em março, na Swift, em Rio Preto. Em conversa com a coluna, reforça a tese de que já não existe mais carne de primeira ou de segunda, mas sim boi de primeira e segunda. E diz que se prepara para trazer a Rio Preto um belo churrasco defumado de porco.

Comer, Beber e Afins em Rio Preto – Um corte de miolo do acém virou Short Rib. Estamos passando por uma revolução na forma de fazer carnes no Brasil?
Diego Belda – Sim. Estamos tendo acesso hoje a um padrão de carne muito melhor, devido a novas técnicas de manejo, trabalho com genética e introdução de outras raças no Brasil. Com isso conseguimos qualidade, marmoreio e maciez em cortes que antes seriam inimagináveis. Não existe mais diferença entre carne de primeira e de segunda. Agora existe o boi de primeira e o boi de segunda.

Comer, Beber e afins – Como o churrasqueiro amador deve escolher uma boa carne?
Belda – A carne bovina deve ser de um vermelho profundo, bonito. Sem manchas escuras, coloração esverdeada e nem muito suco escorrendo. Outra coisa é o marmoreio (gordura entremeada na fibra muscular) e/ou uma capa de gordura de aspecto saudável nos cortes em que devam existir (tipo picanha).

Comer, Beber e afins – Um corte de nelore pode ser tão saboroso quanto os de Angus e Wagyu? Qual o segredo?
Belda – Sim pode. O segredo é um gado bem tratado e de boa genética. Cada um tem suas características e qualidades.

Comer, Beber e afins – Você é adepto de cortes maturados como o dry aged?
Belda – Não são meus favoritos. Prefiro carne sem muita maturação, mas às vezes é bom para variar.

Comer, Beber e afins – Você tem o projeto Born to Grill, que faz churrasco na rua. É com ele que virá participar do Braseiro?
Belda – Não. Irei sozinho.
Comer, Beber e afins – Você se prepara para abrir uma nova casa em SP, o Assador 3 Paineiras. Será uma churrascaria?
Belda – É em São Francisco Xavier, na Serra da Mantiqueira. Não é uma churrascaria propriamente dita. Trabalhamos com uma cozinha de assados toda movida à lenha, abastecida por minha horta e meu pomar, ambos orgânicos. Teremos carnes grelhadas e assadas, mas o foco é mais abrangente.

Comer, Beber e afins – Você me foi indicado como “uma lenda dos churrascos”. A que atribui essa fama?
Belda – Kkkkk…Não faço ideia… Muito trabalho e estudo, provavelmente.

Comer, Beber e afins – Ser Chef no Brasil é… .
Belda – Ter a mão bons ingredientes para trabalhar, ter muito espaço para pesquisa e uma liberdade muito grande para trabalhar.

Comer, Beber e afins – O que Rio Preto pode esperar da estação comandada por Diego Belda, em O Braseiro?
Belda – Podem esperar uma bela panceta de porco defumada e crocante, um dos meus cortes favoritos!

 

Carnaval em Rio Preto
Quem não viaja e não vai para clubes pode curtir a folia de Carnaval na Choperia Zero Grau. Além do chopp gelado, o point oferece boa comida e terá programação especial com som que vai de Maestria do Samba a Bozó e Amigos. Informações e reservas: (17)3235-2010.

Café
A Água Preta cafeteria, reabriu nesta quarta-feira (7) depois de uma pausa para reformas. O espaço está mais amplo e o cardápio continua com boas opções em cafés e pães. A Água Preta fica na rua Jaci, 3237, Redentora.

Dry Aged
Chef e proprietário do badalado bistrô Flor de Sal, Thiago Caparroz está com o freezer cheio. Ele está preparando alguns quilos de filé para o evento O Braseiro. Ele será responsável pela estação que vai servir o famoso Dry Aged, o filé maturado em câmara fria.

Petit fours
A Acirp se esmerou na recepção aos convidados para a inauguração da integração de seu prédio histórico. Na última segunda-feira (5), políticos e afins se reuniram para conhecer o espaço e foram recebidos com música ao vivo e comidinhas quentinhas.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS