Comer, Beber e Afins: Feijoada dos Amigos comemora 10 anos com festa no Villa Conte

Flávia Costa e Renato Nasser: requinte de detalhes garante o sucesso dos eventos

No dia 26 de maio, o buffet Villa Conte, conhecido como palco dos melhores eventos de São José do Rio Preto, abre as portas, às 13h30, para receber um público em busca de uma tarde regada à bebida, torresmo, feijoada, doces, música e afins. Será a 10a. edição da Feijoada dos Amigos, um evento que começou em 2008 para 70 convidados e que hoje tem estimativa de público de 2,5 mil pessoas. O ponto alto da festa será a apresentação da dupla João Bosco & Vinícius, no palco principal.

A Feijoada tornou-se em evento anual concorrido

A iniciativa é dos amigos Flávia Costa e Renato Nasser (que acabam de realizar O Braseiro Entrecortes, outro sucesso de público) e surgiu como uma reunião pequena na casa dela (há 10 anos). Deu no que deu: hoje é um evento consolidado, que se fixou no calendário gastronômico anual da cidade e atrai pessoas de vários Estados, como Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. “Sim, a Feijoada dos Amigos virou um negócio sério e realizado com muita ética e profissionalismo. Temos equipe de comunicação integrada e setores comercial, administrativo e jurídico para realizarem o evento”, afirma Flávia Costa, que se divide entre a rotina de advogada, família e a festa, todos os anos.

O tema deste ano será uma homenagem à arte circense. Será uma edição comemorativa aos 10 anos. A principal novidade é realização (pela primeira vez) no Villa Conte. “É um buffet que preza pela qualidade e, principalmente, pelo conforto dos convidados, com vários ambientes. Vai ter degustes de comidas e bebidas, que já é marca registrada da Feijoada dos Amigos”, lembra Flávia.

João Bosco & Vinicius: dupla será atração principal este ano

Renato e Flávia atribuem o sucesso aos detalhes oferecidos ao público. “Rio Preto é uma cidade festeira, com muitas opções de entretenimento. E é claro que há um público exigente que preza pela qualidade, conforto, segurança e boa gastronomia. O que fazemos é oferecer um evento que proporcione essa experiência”, resumem.

Os convites já estão à venda por R$ 280, em primeiro lote. Um lote especial lançado no final de março, se esgotou em uma semana. O pagamento do convite pode ser dividido em até 3 vezes no cartão de crédito. Ponto de venda: loja The Original, na rua Generosa Bastos, nº 3.213, bairro Redentora. Vendas online: Bilheteria Digital. Reservas de mesas e informações pelo: (17) 98801-8018.

 

Conversa com o Chef

Rodrigo Bueno

O Chef Rodrigo Bueno, 35 anos, é parceiro desta coluna desde o surgimento, em 2017. É consultor gastronômico, Personal Chef e professor de gastronomia no Senac Rio Preto. Expert em cozinha brasileira, ele explica como preparar e degustar a melhor feijoada, o prato que é a cara do Brasil.

Comer, Beber e afins em Rio Preto – A feijoada está para o Brasil assim como o cassoulet está para a França?
Rodrigo Bueno – A feijoada sofreu muitas influências, principalmente da cozinha portuguesa com pratos como os cozidos da Estremadura, das Beiras e de Trás-os-Montes e Alto Douro, que misturam feijão, de outras variedades que não o prato, as carnes de porco principalmente orelha e pé, porém com o tempo também foi influenciado por outros Europeus como o cassoulet, francês, o cozido madrileño, puchero Espanhol e a “casserola” milanesa, prato típico italiano. Assim sendo, a resposta é: sim, podemos dizer que a feijoada está para brasileiros como cassoulet para os franceses. (Cassoulet é um guisado de feijão branco com carne de ganso, pato, carneiro ou porco muito consumido na região de Languedoc-Roussillon/França).

Comer, Beber e afins – A que você atribui essa mania rio-pretense de fazer uma temporada de feijoadas?
Bueno – O rio-pretense é muito festeiro e a feijoada exige um ritual amistoso de preparo e de consumo, o que leva várias pessoas a se confraternizar em torno de uma boa mesa. Acho que é isso.

Comer, Beber e afins – Rio Preto gosta tanto de feijoada quanto de carne?
Bueno – Sim, pois a feijoada além de ser um prato completo e rico em sabor, é extremamente versátil, podendo atender a todos os paladares, inclusive com feijoadas vegetarianas e ou a feijoada de sorvete.

Comer, Beber e afins – Qual o segredo da melhor feijoada?
Bueno – Sem dúvida escolher bem os ingredientes e o cozimento lento. O ideal é deixar a feijoada descansar por alguns minutos antes de servir, isso faz apurar os sabores. Por isso a feijoada do dia seguinte é mais gostosa.

Comer, Beber e afins – Uma feijoada sem torresmo é como macarrão sem queijo?
Bueno – De fato a fica incompleta sem um delicioso torresminho crocante, ou sem qualquer outro de seus ingredientes, a couve bem fininha, a laranja para contrapor a gordura, a farofinha e ou mesmo a nossa deliciosa caipirinha, se faltar fica um vazio no peito… (risos)

Comer, Beber e afins – Qual sua dica para incrementar a feijoada?
Bueno – Uma bela fatia grossa de abacaxi gratinado fica excelente para acompanhar a feijoada.

Comer, Beber e afins – Feijoada harmoniza bem com…
Bueno – A combinação perfeita, claro não podemos negar que é a caipirinha. Porém, uma cerveja alemã como as Bocks, Doppelbocks ou uma inglesa Brown Ales, combina muito. Outra boa pedida são cervejas fortes e escuras Ales Trapistas ou de abadia, Dubbels ou Lagers escuras, Schwarzbier. Além das cervejas podemos harmonizar de uma forma única com alguns vinhos espumantes que na temperatura certa podem transcender a harmonização e elevar a refeição para outro grau de complexidade gastronômica. Esta harmonização poderá ser por semelhança ou por contraste, mas lembrando que o vinho deverá ser tão encorpado quanto a feijoada é pesada, assim precisaremos de um vinho com bastante tanino, outro ponto a ser prestado atenção é quebrar a gordura com vinhos de maior frescor e acidez elevada, então são várias as opções.

Comer, Beber e afins – Qual sua Feijoada preferida na temporada rio-pretense?
Bueno – Cada uma tem seus pontos positivos, mesmo com tantas feijoadas sempre existe aquela que surpreende mais em um detalhe do que em outro, quem me dera poder experimentar todas. Fica a dica… (risos)

Novidade gastronômica
São José do Rio Preto ganha, no dia 26 de abril, o primeiro delivery especializado em culinária havaiana: o Pokke Restaurante. O Pokke é dos empresários Marcus Fabrízio, Mauro Sergio e Neide Higa. A comida será entregue em embalagens de 500 e 750 ml. Os dois tamanhos levam arroz (do tipo gohan ou integral) e uma das opções que podem ser salmão, atum, tilápia, frango ou tofu, além de acompanhamentos que podem ser frutas, legumes, cebola, kani, gengibre, wasabi entre outros.O cardápio ainda traz Ceviche, saladas e uma especialidade da casa que é o Wahi Moana (pedaços de peixes com molho Pokke). Eu experimentei e recomendo. O atendimento será pelo telefone: (17) 3305-5978 .

 

Por Ellen LIMA

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS