Comer, Beber e Afins: ABR surge para mobilizar setor de bares e restaurantes em Rio Preto

Os empresários do setor se reuniram para definir metas.

Uma nova entidade promete fortalecer o setor de bares e restaurantes em São José do Rio Preto. A ABR – Associação de Bares e Restaurantes acaba de ser criada por um grupo de empresários do setor e já reúne 200 associados. A nova entidade surgiu para troca de experiências e união de forças para buscar soluções para os problemas do ramo. Marcella Portella, proprietária das casas Boemia e Frei Caneco, porta-voz do grupo, diz que entre as ações que a ABR irá promover está a compra coletiva, que barateia os produtos para os participantes. “Muitos problemas já enfrentados na cidade com relação ao setor, serão resolvidos de maneira diferenciada, justamente pela nossa força”, diz ela.

O grupo reuniu 150 proprietários de bares e restaurantes, num jantar na última semana, na Estância Caipira, onde foram discutidas as necessidades dos empreendedores do ramo. Nesse evento também compareceu o presidente da Acirp, Paulo Sader, e representantes do poder público municipal. “Esperávamos 40 empresários. Foram 150. O resultado foi muito produtivo”, destaca Marcela, que informou que a Acirp é uma entidade apoiadora da ABR. “Até porque um dos nossos membros do conselho, o Guto Covizzi é diretor da Acirp”.

O associados também estão montando uma plataforma que terá banco de currículos para compartilhar profissionais como garçons e chefs de cozinha, compra coletiva e cadastro de fornecedores e prestadores de serviços. Eles pretendem se reunir mensalmente para dar diretrizes para a nova entidade, que vai funcionar em consonância com o Sindicato dos Bares, Restaurantes e Similares, dirigido por Paulo Silva. Ele também integra a ABR.

 

Bolo de Cidreira com nozes

Sandra Campos

Ingredientes:
4 ovos
2 xícaras de açúcar
2 xícaras de farinha de trigo
½ xícara de óleo
1 xícara de leite integral
1 limão Taiti (suco)
1 maço de capim cidreira (aproximadamente 30 unidades) ou uma mão cheia
1 xícara de nozes
1 colher (sopa) de pó royal

Cobertura
1 lata de leite condensado
1 ou 2 limões (somente as raspas) a gosto
10 folhas de cidreira picadas em tamanho médio.

Modo de preparo
Massa: No liquidificador bata a cidreira bem picada com o leite até ficar verdinho, passe na peneira e reserve. Bata os ovos e o açúcar até ficar clarinho, junte o óleo a farinha e o sumo da cidreira com / leite (reservado). Bata por mais 3 minutos e só depois adicione o suco do limão, misture bem e por ultimo o pó royal. Despeje numa assadeira de buraco, untada com óleo e farinha, espalhe as nozes picadas grosseiramente sobre a massa e leve ao forno 180 graus por aproximadamente 40 minutos ou mais dependendo do seu forno.

Cobertura: Junte o leite condensado, a cidreira e as raspas do limão, leve ao fogo mexendo sempre como se faz um brigadeiro mole. Retire as folhas das cidreira e cubra o bolo depois de frio.

Dicas
“Bolo”
1- Bater o leite com a cidreira somente na hora que for acrescentar à massa, assim o caldo não escurece e o bolo fica mais verdinho. Obs: Não esqueça de peneirar o capim e descarta-lo.

2- Acrescentar o suco do limão somente depois de homogeneizar todos os demais ingredientes e por último o pó royal, assim a massa fica mais aerada.

2- Depois de picar as nozes grosseiramente, passe na farinha de trigo antes de jogar na massa, assim ela não desce toda para o fundo da assadeira.

Cobertura
Retire a cidreira depois da cobertura pronta, o capim não deve ser consumido.

 

Conversa com o Chef

Sandra Campos tem 46 anos, é natural de Rio Verde, Goiás. Formada em jornalismo pela Unaerp de Ribeirão Preto, atua como chef há 15 anos. Ela conta que uniu a vocação de jornalista com a de cozinheira e criou o programa Boa de Tempero, no canal fechado da Net. Depois de uma pausa, ela planeja voltar ao ar, em janeiro de 2018.
Comer,Beber e afins – Como você deixou de lado o diploma de jornalista para virar cozinheira?

Sandra Campos – Eu sempre gostei muito de cozinhar. Aprendi com minha avó. Saí de Goiás para fazer jornalismo, mas chegando em Rio Preto, acabei sendo levada para o programa e gostei. Uni as duas coisas quando iniciei o programa.

Comer, Beber e afins – Qual sua inspiração na cozinha?
Sandra – Comida caseira. A chamada confort food. Principalmente massas, galinhada, feijão tropeiro e arroz carreteiro.

Comer, Beber e afins – Você também atua como personal chef. O que seus clientes mais pedem no cardápio?
Sandra – Geralmente massas e carnes grelhadas com molhos especiais. O mais pedidos são as massas. Eles também gostam muito da comida goiana, interiorana. Porque sabem que venho de Goiás.

Comer, Beber e afins – E qual o sabor da comida goiana?
Sandra – A comida tipicamente goiana tem um tempero marcante. A gente usa muito o pequi, tem quem não goste. Eu adoro. O que eu trago comigo é principalmente a capacidade de ter uma mesa rodeada de família e amigos. Faço muito bolos também. É uma tradição que aprendi com minha avó: ter sempre um bolo feito na hora para o café da tarde.

Comer, Beber e afins – Qual será o formato do seu programa que volta em breve?
Sandra – O programa a gente faz de forma descontraída e sempre com um convidado. É uma forma de entretenimento no qual as pessoas acabam aprendendo uma receita nova. Normalmente termina o programa e as pessoas me ligam falando que vão fazer a receita. Eu gosto muito de dar dicas. Por exemplo, para a mandioca ficar mais saborosa: cozinhe com uma colher de sal e uma de açúcar. Fica perfeita e se você fritar, fica crocante. A prática nos leva a conhecer esses macetes e um bom programa tem que oferecer essas dicas. É isso que quero mostrar.

Os colunistas Tuim Nascimento e Malu Rodrigues com Marcela Pinoti no lançamento da festa

Open Bar
Vem aí o Buteco do Cabelo 2017. A festa acontece na próxima sexta-feira (21), no Buffet Manoel Carlos e é organizada pelo trio Edy Carlos, Iris Rocha e Luciano Pacheco. O cardápio é assinado pelo Buffet Manoel Carlos e o evento é open bar. As camisetas já estão à venda no Salão Beleza e Cia, Tei Tei, Mirian Souza, JV Ingressos e Play Ingressos.

Pastel no Calçadão
Acontece em novembro a segunda edição do concurso mais Pastel Massa, que indica o melhor pastel de Rio Preto. Serão oito barracas (duas à mais que no ano passado) com cobertura, para garantir mais conforto. O evento é no Calçadão e além de coroar o melhor pasteleiro terá uma novidade: os organizadores prepararam uma modalidade surpresa para o concurso. Aguardemos.

Feira de animais
Rio Preto sedia até domingo (15) a 55ª. Expo Rio Preto 2017, no recinto de exposições Alberto Bertelli Lucatto. Além do agronegócio e a presença de 11 raças de bovinos e equinos, a feira oferece praça de alimentação com o boteco da Expo, que tem música ao vivo com roda de samba, sertanejo e afins, sempre a partir das 19h30. A entrada é franca.

Comida saudável
Vai até dia 29 de outubro, no Sesc Rio Preto, a primeira edição do Experimenta! Comida, Saúde e Cultura. O evento visa fazer o público refletir e experimentar o alimento e suas interfaces com a saúde e a cultura e reúne nutricionistas, artistas, pesquisadores e chefs de destaque.Neste domingo (15), às 10 horas, o agricultor agroecológico Victor Franco e a nutricionista do Sesc Rio Preto Denise Andreo, conduzem o bate-papo ‘Alimentos Processados x Comida de Verdade’, que visa mostrar alternativas para fugir dos alimentos ultra processados. A partir das 11 horas terá uma oficina Hortas Caseiras, também comandada por Victor Franco, para incentivar o cultivo doméstico de legumes, verduras e ervas em casa.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS