Com seis décadas no Brasil, Fusca carrega legião de fãs

O sexagenário Fusca considerado até hoje um dos mais fabricados da história completa nesta quinta-feira (3) 60 anos do início de produção no país; modelo tem 827 mil unidades registradas no Estado de São Paulo.

Neilhovan Rogério Migliatti, de 34 anos, conta que a paixão pelo Fusca começou há nove anos. Admirador de veículos antigos, Migliatti dedicou-se cinco anos para reformar o automóvel, porém, seis meses após reparo Migliatti viu seu sonho terminar em chamas. “O carro teve uma pane elétrica e pegou fogo. Quando eu vi o fogo já estava dentro do carro e só deu para tirar o meu filho de 2 anos”, conta.

Amigos e familiares mobilizados com a perda se reuniram para conseguir outro Fusca. “O pessoal se comoveu, gente de todos os lugares, Minas, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Paraná, muita gente se comoveu com a minha história e mandava peça para mim para poder erguer o carro de novo. Meus amigos compraram um Fusca e me deram para gente poder reformar de novo”, Migliatti.

Após reforma o filho de Neilhovan também apaixonado por Fusca foi presenteado, porém, outro contratempo surgiu antes da entrega. “Antes de entregar para o meu filho, eu estava na rodovia, em um dia chuvoso, o carro estava pronto, a roda traseira saiu do meu lado. Estávamos eu e meu filho dentro do Fusca, no momento do acidente o carro rodou na pista na frente de uma carreta e fomos parar em um barranco. Depois disso, comecei a ficar depressivo e achar que não deveria ficar com o carro”.

Para o apaixonado não há dinheiro que pague o veículo. “Eu queria o Fusca igual ao que queimou, então começamos a reforma. E fiz igual ao que foi destruído pelas chamas. É um veículo com injeção eletrônica, motor de Kombi moderna. O que foi investido nele já beira R$ 50 mil, não compensa nem eu vender, já me ofereceram dinheiro, mas não tem o porquê eu vender ele”.

Não há idade que limita a paixão pelo Fusca, Luís Fernando do Nascimento, de 30 anos, é prova desta admiração pelo modelo. “há cinco anos tenho o meu Fusca, eu sempre tive vontade de colocar um motor ap em Fusca e turbinar, de início seria só para dar uma volta, eu acabei montando o carro, participei de uma arrancada em Catanduva e ganhei em 1º lugar na categoria que concorri”,  conta Nascimento.

A paixão pelo Fusca e pela competição de arrancada trouxe vários troféus, “De todas as arrancadas que participei até hoje apenas duas competições que não ganhei troféu”, contou Nascimento.

O Fusca está entre os modelos mais fabricados de todos os tempos, seja no Brasil ou no mundo. O veículo permaneceu na liderança de vendas do mercado automobilístico por 24 anos consecutivos entre 1959 e 1982.

Por Mariane DIAS

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS