Com resultado apertado, Dória é eleito governador de São Paulo

O ex-prefeito de São Paulo João Dória (PSDB), de 58 anos, venceu o segundo turno para o governo de São Paulo, com 51,75% dos votos válidos. Com 100% das urnas apuradas, Márcio França (PSB) ficou em segundo lugar, com 48,25% dos votos válidos.

Filiado ao PSDB desde 2001, o empresário João Doria ficou conhecido por produzir e apresentar os programas Sucesso e Business em canais de TV, além de organizar eventos e palestras. Entrou na vida pública a convite do tucano Mario Covas (morto em 2001), do qual foi secretário de Turismo. No governo do ex-presidente José Sarney, Doria foi presidente da Embratur. Em 2016, foi eleito prefeito de São Paulo, mas renunciou ao mandato para concorrer a governador.

Em 2003, fundou o Grupo de Líderes Empresariais (Lide), entidade com 1,7 mil empresas filiadas. Foi secretário de Turismo da capital paulista na gestão do então prefeito Mário Covas e presidente da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) no governo do presidente José Sarney.

O prefeito Edinho Araújo gostou dos resultados das urnas. “Estou muito feliz com o resultado, feliz com a escolha que fizeram, especialmente, para o Doria que com o Rodrigo Garcia dá destaque para Rio Preto. Há pouco falei com Doria e disse a ele que mais de 65% dos votos foram para sua vitória”, afirma.

“A vitória do governador foi muito positiva. Quando pensamos no Rodrigo Garcia, tudo dele está aqui em Rio Preto, ele tem raiz fincada aqui. Isso é um fato importante para a nossa cidade. Além disso, Dória disse que o Rodrigo será coordenador da montagem do governo, isso é muito positivo e algo importante”, conta Roberto Toledo.

O presidente do PT de Rio Preto deseja um governo de paz e não enxerga o resultado como uma derrota do partido. “Quanto ao governador eleito, eu acho que vimos uma situação inusitada. O PSDB ganhou, mas não ganhou. Eu diria que o PT foi fortalecido nesse processo eleitoral”, afirma Carlos Henrique Oliveira.

Vida Pessoal

O paulistano João Dória tem uma vida empresarial bastante acentuada. Formado na área de comunicação em jornalismo e publicidade, é fundador e presidente do Comitê Executivo do LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, criado em 2003. Atualmente reúne 1.700 empresas filiadas, que representam 52% do PIB privado nacional.

Já foi diretor de Comunicação da Rede Bandeirantes de Televisão (1979 a 1982) e professor de Marketing na FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado, em São Paulo (1981 a 1983).

Fundador e vice-presidente do São Paulo Convention & Visitors Bureau.
Em 2012, pelo quarto ano consecutivo, foi eleito uma das 100 pessoas mais influentes do Brasil e do mundo, pela revista ISTOÉ. Em 2014, foi eleito um dos 100 líderes de melhor reputação do Brasil, em pesquisa feita pela empresa europeia Merco, publicada no Brasil pela EXAME.COM. Também foi homenageado em maio de 2017 com o prêmio Person of The Year, concedido anualmente em Nova York pela Brazil American Chamber.

Carreira Política

A primeira passagem política de João Doria foi entre 1983 e 1986,quando foi secretário Municipal de Turismo e presidente da Paulistur, na gestão de Mário Covas na Prefeitura de São Paulo. Também participou da organização da campanha Diretas-Já em 1984, a pedido do então governador de São Paulo, André Franco Montoro.

Também presidiu a Embratur e o Conselho Nacional de Turismo de 1986 a 1988.
Mas foi só em 2001 que se filiou ao PSDB. Em 2007, liderou o Cansei, movimento cívico pelo direito dos brasileiros, ante aos escândalos políticos do Mensalão.

Em 20 de março de 2016, venceu as prévias do PSDB para ser o candidato do partido a concorrer à Prefeitura Municipal de São Paulo nas eleições municipais de 2016. Em dois de outubro do mesmo ano, foi eleito prefeito da cidade de São Paulo logo no primeiro turno, fato inédito na história da cidade desde as eleições municipais de 1992, ano em que foram realizadas as primeiras eleições municipais em dois turnos no Brasil. Dória conquistou a prefeitura da cidade de São Paulo com 53% dos votos válidos.

Depois de dois anos a frente da cidade como prefeito, Doria renunciou ao cargo e se lançou a candidato ao governo do Estado. Nas eleições do primeiro turno ele foi o candidato mais votado, angariando 31,77% dos votos válidos.

Família

João Dória é casado há 26 anos com a artista plástica Beatriz Maria Bettanin Doria, 58 anos, mais conhecida como Bia Doria, com quem tem três filhos: Felipe Doria, Carolina Doria e João Doria Neto.

Filho do baiano João Doria (1919-2000), nascido em Salvador, foi deputado federal eleito pelo PDC da Bahia e cassado pelo golpe militar de 1964. Mudou-se com a família para a França, onde o pai ficou exilado por 10 anos.

A vitória de Doria é a sétima do PSDB no comando do estado, que totaliza 24 anos. Ele foi o candidato mais votado na maioria das cidades do interior de São Paulo, mas perdeu contra França na capital paulista.

Depois de estar a frente de São Paulo por 15 meses, João Doria entregou o cargo antes de cumprir o mandato para disputar a eleição para governador, o que gerou centenas de criticas uma vez que uma das promessas de campanha era justamente cumprir o mandato até o fim.

 

Por Mariane DIAS e Thais COVRE

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS