Com promessas, skate rio-pretense fecha os Jogos Regionais em 4º lugar

André, de apenas 14 anos, terminou na quarta colocação geral na competição de skate em Andradina

Na estreia do skate na história dos Jogos Regionais, Rio Preto ficou com o quarto lugar, conquistado pelo jovem André Vitor, 14 anos, e a sétima posição, conseguida por Paulo Henrique, 16 anos. Nesta quarta-feira (19), a modalidade, que se tornou esporte olímpico e que era bastante aguardada, empolgou o público de Andradina e foi avaliada como positiva pelo team manager de Rio Preto, Guilherme Piacente dos Santos.

“O mais legal de tudo é a interação com os outros esportes. É uma coisa que a gente nunca tinha presenciado no skate. Ficar no alojamento, dividir a refeição, o banheiro, ver como são todos os esportes, não só o skate, foi muito legal. A curiosidade dos atletas de Rio Preto pra mim foi o mais legal, vindo perguntar qual o horário, como é a competição. Então, a interação é uma coisa que nunca tínhamos vivido e foi a coisa mais legal”, afirmou Guilherme, que também falou sobre a experiência inédita nos Regionais.

“Para esse primeiro momento foi um experiência única e espero que aconteça sempre, porque o skate agora é um esporte olímpico e em Rio Preto nós temos pessoas de nível para competir”, disse o team manager.

Sobre o desempenho dos jovens rio-pretenses, Guilherme gostou do que viu e espera evolução dos garotos nos próximos anos. “Avalio como ótimo. Nem pela classificação, mas são meninos que não costumam correr uma categoria amador, eles costumam correr uma outra categoria inferior. Correram e ganharam de muitas pessoas que estão correndo amador há muito tempo. Então, por experiência, pra eles, tenho certeza que é só evolução. Eles vão querer correr mais e mais”, finalizou.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS