Com Pinho no comando, América busca reforços

Foto: Vinicius Lima

O América apresentou nesta sexta-feira (7) o técnico Pinho para o comando da equipe em 2020. Conhecido como “Rei do Acesso”, o treinador chega ao clube com a missão de levar o Rubro para a série A3. No ano passado, Pinho treinou o Catanduva e acabou caindo na terceira fase da Segunda Divisão do Campeonato Paulista.

Com 36 equipes divididas em seis grupos de sete, apenas os dois primeiros colocados de cada grupo e os quatro melhores terceiros avançam para a próxima fase. Os times que não se classificarem serão automaticamente rebaixados para a série B2 em 2021. “A fórmula não é legal. Acho que a Federação exagerou. De repente podemos ficar na quinta divisão se não acabarmos entre os dois melhores. A preocupação é grande já que 20 times serão rebaixados”, comentou Pinho.

Dhoje Interior

O treinador também admitiu que o planejamento para a competição está atrasado em relação a outras equipes. “O campeonato já começou. A maior parte dos times já está montado. A Inter de Bebedouro já fez até amistoso e nós ainda não temos jogadores. Precisamos acelerar”, afirmou. O técnico ainda comentou que pode trazer de três a quatro jogadores que jogaram no Catanduva no ano passado.

Sobre os reforços, o presidente do América, Luiz Donizette Prieto, o Italiano, garantiu que o clube já está acertando com alguns atletas. “Do Catanduva já contratei o goleiro, além de que o Bahia vai nos emprestar dois jogadores gratuitamente e ainda bancando o salário. Devo trazer também dois jogadores do Santo André. Não pretendo trazer jogadores do ano passado, já que fomos muito mal por culpa deles. Alguns faziam greve mesmo com o salário em dia”, afirmou.

Em 2019, o Rubro terminou na lanterna do grupo 1 com apenas duas vitórias em 12 jogos. Neste ano o América está no grupo três com Francana, Inter de Bebedouro, Taquaritinga, Grêmio São-Carlense, São Carlos e Matonense. A Bezinha começa no dia 12 de abril

Vinicius Lima