Com o pé pesado, 98 mil rio-pretenses são multados por excesso de velocidade

171.033 multas, sendo 98.727 só por excesso de velocidade. Esse é o saldo que, de acordo com dados da Secretaria de Trânsito, os motoristas rio-pretenses fecharam 2017. Além disso, sem ainda computar as multas de dezembro, os motoristas ajudaram a engordar o cofre do munícipio com R$ 27.698.050,20.

Segundo os dados divulgados, transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% é multa mais aplicada em Rio Preto, com 98.727 casos. A infração é considerada média e gera quatro pontos na carteira de motorista, além de custar R$ 130,16.
Já em segundo lugar aparece avançar o sinal vermelho do semáforo – fiscalização eletrônica, com 16.792 motoristas multados. A infração gravíssima rende sete pontos na carteira e tem o custo de R$ 293,47.

Parte dessa estatística, João Milton Basso, 55 anos, visitador, disse que foi a única multa que tomou. “Tomei uma multa por ultrapassar o sinal vermelho. Até recorri, mas não consegui reverter. Não deu tempo. Trabalho dirigindo moto há mais de 20 anos”, afirmou o motorista.

Apesar dos sete pontos na carteira, João Basso não correu o risco de perder a habilitação já que ficou longe de estourar os 20 pontos permitidos por lei por cada motorista, no período de 12 meses.

Radar campeão
Ainda em Rio Preto, nos 29 radares espalhados pela cidade 96.732 motoristas foram flagrados cometendo irregularidades. Somente no radar da Avenida da Saudade, 21.354 multas foram aplicadas, sendo que o radar foi colocado no local durante o mês de julho.
Outros radares que mais multaram na cidade foram o da Avenida João Bernardino de Seixas Ribeiro, com 11.410 multas, e o da Avenida Brigadeiro Faria Lima, com 10.246 infrações apontadas.

 

Por Marcelo SCHAFFAUSER

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS