Com interdição, motorista deve ter paciência para trafegar pela BR-153 em Rio Preto

Transito esta prejudicado pela obra que esta sendo feita na rodovia - Foto: Guilherme BATISTA

O motorista rio-pretense deve ficar atento neste fim de semana e de preferência evitar o trecho da BR-153, próximo a Represa Municipal. É que neste ponto há a interdição, até domingo, para a instalação de 18 vigas na construção do novo viaduto que ligará o lago 2 e 3 da represa.
De acordo com levantamento feito pela Triunfo Transbrasiliana, concessionária que administra a BR-153, passam pelo trecho da represa municipal aproximadamente 10,2 mil veículos em cada sentido (norte e sul), sendo que 40% desse volume é registrado nos períodos entre 06h30 e 09 horas, e entre 16 e 19 horas (horários de pico).

O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e a empresa responsável pela obra de duplicação da BR-153 promove a interdição do tipo pare/siga, sendo que uma das faixas de rolamento da rodovia ficará totalmente interditada para a realização dos serviços. As interrupções momentâneas do fluxo de veículos ocorrerão a qualquer momento, de acordo com o andamento dos serviços de lançamento de vigas para o viaduto que ligará a avenida Sabino Cardoso Silva à ponte estaiada sobre o lago 3 da Represa Municipal. Funcionários fazem a sinalização nesse trecho e motorista deve ter paciência, pois devido às obras o trânsito seguirá lento pelo local.

A previsão é de que diariamente sejam içadas, com o auxílio de um caminhão guindaste, seis vigas. Na sexta-feira (04), primeiro dia de interdição, até aproximadamente meio-dia (horário em que a equipe do Jornal DHoje esteve pelo local), três vigas já tinham sido suspensas. De acordo com o coordenador de mobilidade urbana, Amaury Hernandes, as obras do novo viaduto devem ser concluídas em 90 dias e não serão necessárias outras interdições desse tipo. “O viaduto será outra opção para a população chegar à zona leste. Atualmente a avenida Lino Seixas é muito usada e se os motoristas tiverem essa outra opção, pode reduzir em 30% o trânsito por aquele local, ganhando mais fluidez pela via”, afirmou.
O coordenador explica que o projeto foi feito pensando na mudança de sentido da avenida Lino de Seixas, que deixaria de ser mão dupla e passaria a ser mão única. A avenida Sabino Cardoso Silva também passaria a ser mão única e ligaria o centro à zona leste, região dos Damhas. “Mas com essa mudança teríamos três problemas, pois na avenida Sabino Cardoso Silva há duas escolas e a Guarda Municipal. Então estamos pensando da região do Natalone até a base da polícia a via continuar sendo mão dupla e a partir do viaduto até os Damhas, a via seguir apenas em sentido único”, explicou.
A PRF orienta aos motoristas que necessitem passar pelo trecho, que redobrem a atenção e mantenham a distância de segurança com o veículo que segue à frente. “Registramos muitos acidentes do tipo colisão traseira porque os motoristas trafegam desatentos, e quando a velocidade do trânsito diminui, a proximidade com o veículo da frente potencializa a risco de colisão”, disse o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Flávio Catarucci.
A PRF recomenda que os motoristas evitem passar pelo local nos horários de pico, buscando acessar os bairros às margens da BR-153 através dos acessos que saem da rodovia Washington Luís pela avenida Murchid Homsi e rua Nelsom Cini Baldi.

Por Priscila CARVALHO – redação jornal Dhoje Interior

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS