Com ciúmes de ex-mulher, homem cria perfil falso e mata jovem com tiro na cabeça

Suspeitos estão presos desde a última terça-feira (1º) na Delegacia de Investigações Gerais

Dois suspeitos de sequestrar e matar um jovem de 23 anos, com um tiro na cabeça e outro na barriga, na tarde do último sábado (28), em Palestina, cumprem prisão temporária na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) em Rio Preto, desde a última terça-feira (1º). Ambos têm 27 anos. De acordo com o delegado do caso, Wander Solgon, o motivo do crime teria sido ciúmes da ex-mulher de um dos suspeitos, que, atualmente, mora no Maranhão.

“Um dos suspeitos criou um perfil falso de mulher no Facebook e atraiu a vítima até Palestina, onde havia combinado um suposto encontro. A vítima foi até o local acompanhada de um colega, mas os dois foram surpreendidos por dois homens”, explicou o delegado, que continuou.

“Os dois rapazes foram levados para um canavial na região de Icém e um deles, a vítima, no caso, levou um tiro a queima roupa na barriga e outro na cabeça, falecendo no local. O outro conseguiu fugir, apesar de ter levado um tiro de raspão nas costas, e chegar até uma rodovia entre Icém e Altair, onde conseguiu pedir ajuda e chamar a polícia”, afirmou Solgon.

Ainda segundo o delegado, os dois suspeitos do crime foram encontrados em Nova Granada, após denúncias e características divulgadas durante a investigação. “Todos os envolvidos, suspeitos, vítima, o rapaz que fugiu e a mulher citada são do Maranhão. Descobrimos que o possível motivo teria sido ciúmes. O homem que atirou havia tido um relacionamento com uma mulher, que foi ex-namorada da vítima e ele tinha um sentimento guardado daquilo”, disse.

De acordo com Solgon, o rapaz que fugiu passa bem e os dois suspeitos ficaram presos até as conclusões das investigações do caso.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS